Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Novembro > Progredir: Governo disponibiliza mais 447 mil vagas em qualificação profissional

Progredir: Governo disponibiliza mais 447 mil vagas em qualificação profissional

publicado  em 14/11/2017 17h21
Agência MDS - Release Radio - 14/11/2017 - Progredir: Governo disponibiliza mais 447 mil vagas em qualificação profissional

 

LOC: O governo federal abriu uma nova oportunidade para que os beneficiários do Bolsa Família e pessoas inscritas no Cadastro Único possam se qualificar profissionalmente por meio do Plano Progredir. A partir desta terça-feira, estão reabertas as inscrições para as capacitações. São mais de 447 mil vagas em mais de 60 cursos ofertados pelo Pronatec Oferta Voluntária, por meio de uma parceria entre os ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação. O prazo de inscrição vai até o próximo dia 30 de novembro.

A duração dos cursos varia entre 160 e 400 horas. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e ter mais de 15 anos de idade. Os interessados devem se cadastrar no portal do Ministério do Desenvolvimento Social, no endereço www.mds.gov.br/progredir. Ao final do cadastro, já é possível fazer a pré-matrícula no curso escolhido. A confirmação da inscrição será enviada por e-mail ao candidato.

O secretário de Inclusão Social e Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social, Vinícius Botelho, ressalta que estar bem preparado abre portas para a inclusão no mercado de trabalho para as pessoas de baixa renda e, dessa forma, as famílias têm a oportunidade de melhorar de vida.

Sonora SECRETÁRIO VINÍCIUS BOTELHO


LOC: A partir do dia 11 de dezembro, os selecionados já podem acessar o conteúdo dos cursos online. Os inscritos têm até o fim de abril para concluir a capacitação. A qualificação profissional é um dos pilares do Plano Progredir, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Além dos cursos, a estratégia contará com assistência técnica para autônomos, ações de inclusão digital e capacitações na área de educação financeira. Também serão ofertados até 3 bilhões de reais por ano em microcrédito, por meio de parcerias com instituições financeiras, para fortalecer pequenos negócios.

Reportagem, André Luiz Gomes