Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Março > São Paulo é o quinto estado a formalizar a adesão ao Criança Feliz

São Paulo é o quinto estado a formalizar a adesão ao Criança Feliz

publicado  em 14/03/2017 16h34


 

 

LOC: O estado de São Paulo formalizou, nesta sexta-feira, a adesão ao Criança Feliz./ É o quinto estado a oficializar o ingresso no programa esta semana./ 227 municípios paulistas também já aderiram./ Mais de 68 mil famílias serão atendidas nesta primeira fase no estado de São Paulo./ Na cerimônia de lançamento e assinatura da adesão, o governador Geraldo Alckmin destacou a importância dos cuidados com a primeira infância e garantiu o apoio do governo./

TEC SONORA GERALDO ALCKMIN

LOC: O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, esteve na capital paulista para o lançamento do Criança Feliz./ No evento, Terra fez uma palestra, destacando as razões científicas e as ações que serão realizadas./ Para o ministro Osmar Terra, o Criança Feliz vai transformar a realidade social do país, cuidando do início da vida das crianças e formando uma geração melhor preparada para vencer a pobreza./

TEC SONORA MARCELO MIRANDA - GOVERNADOR DO TOCANTINS

LOC: Uma nova fase de adesão será aberta para os municípios no mês de abril./ No decorrer desta semana, outros 4 estados formalizaram o ingresso no programa: Amapá, Paraíba, Rio Grande do Norte e Tocantins./ Junto com São Paulo, eles somam 571 municípios e mais de 115 mil famílias beneficiárias./ O Amapá foi o primeiro estado a realizar o lançamento do programa./ O governador Waldez Góes disse que acredita numa transformação do país a partir do programa./

TEC SONORA WALDEZ GÓES

LOC: Em todo o país, 2.469 municípios aderiram ao Criança Feliz./ O programa terá como ponto central a visitação domiciliar./ Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida da criança./ Pesquisas mostram que crianças bem cuidadas chegam à escola com melhores condições de aprendizado, estudam mais, são menos violentas e tem melhores condições de vencer a pobreza./ Serão acompanhadas as crianças beneficiárias do Bolsa Família e aquelas que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC./

Reportagem, Rodrigo Saccone


 



--