Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Março > Ministério busca parceria com o BID para criar centro de monitoramento e gestão de programas sociais

Ministério busca parceria com o BID para criar centro de monitoramento e gestão de programas sociais

publicado  em 16/03/2017 09h00
Documento sem título


 

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário vai criar uma central de monitoramento e gestão de programas sociais./ O ConectaSUAS vai possibilitar o acompanhamento em tempo real das ações realizadas pelo ministério, conectando todos os municípios que participam dos programas sociais do governo federal./ Nesta central de gestão, será possível avaliar e coordenar as ações para a melhoria dos resultados./ Um exemplo é o Criança Feliz./ Por meio de um mapa que processará dados com georreferenciamento, será possível acompanhar as visitas realizadas e aperfeiçoar o atendimento às famílias./ O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, está buscando parcerias para viabilizar o projeto./ Nesta quarta-feira, ele se reuniu, em Brasília, com o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil, Hugo Flórez Timorán./

Osmar Terra ressaltou que o BID é um dos pioneiros na discussão de políticas para a primeira infância e no incentivo ao aprimoramento da gestão de programas sociais./ Terra destacou que o apoio da entidade é fundamental para que os programas tenham resultados ainda melhores, principalmente o Criança Feliz./ A meta do programa é atender 4 milhões de crianças até 2018, com avaliação constante dos resultados./

TEC SONORA OSMAR TERRA

LOC: De acordo com o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Hugo Flórez Timoran, o desenvolvimento infantil é uma prioridade para a instituição.

TEC SONORA HUGO FLÓREZ TIMORAN

LOC: O Criança Feliz terá como ponto central a visitação domiciliar./ Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos./ Estudos apontam que crianças bem cuidadas estudam e aprendem mais, são menos violentas e têm melhores condições de vencer a pobreza./

Serão acompanhadas pelo programa gestantes e as crianças beneficiárias do Bolsa Família até os três anos de idade e aquelas que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC, até os seis anos./ Até o momento, 2.547 municípios já aderiram ao Criança Feliz./

Reportagem, André Luiz Gomes


 


Caro usuário, informamos que esta mensagem contém elementos que podem identificá-lo para fins estatísticos. Lembramos que nenhuma informação pessoal é reportada.
Clique aqui se deseja não receber mensagens da caixa postal "MDS - Ministério do Desenvolvimento Social"