Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Março > MDSA concede certificado de filantropia à Emater/RS

MDSA concede certificado de filantropia à Emater/RS

publicado  em 30/03/2017 15h50
Documento sem título


 

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário entregou, nesta quinta-feira, a renovação do Certificado de Entidades Beneficentes de Assistência Social à Emater/Ascar do Rio Grande do Sul./ O documento reconhece a filantropia da entidade e a isenta do pagamento de contribuições sociais./ O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, fez a entrega do certificado em uma cerimônia no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, que contou com a presença do governador José Ivo Sartori, do secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, secretários estaduais, parlamentares, técnicos da Emater e agricultores familiares./ Terra destacou que o trabalho da Emater é fundamental para a agricultura familiar e garante desenvolvimento, renda e segurança para milhares de famílias que vivem do trabalho no campo./

TEC SONORA OSMAR TERRA

LOC: O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, disse que o certificado é um reconhecimento ao trabalho e a função social da Emater.

TEC SONORA CAIO ROCHA

LOC: A Emater presta serviço de assistência técnica e extensão rural de maneira gratuita para os agricultores familiares gaúchos./ O certificado de filantropia venceria neste mês e corria o risco de não ser renovado./ É que a legislação, até então vigente, não contemplava a Emater, uma entidade privada sem fins lucrativos, como um órgão beneficente enquadrado no Sistema Único de Assistência Social./ Sem o certificado de filantropia, a entidade perderia direito a isenções fiscais e poderia fechar./ Mas uma nota técnica editada pelo ministério esta semana mudou este entendimento./ O presidente da Emater, Clair Kuhn, comemorou a concessão do certificado de filantropia./

TEC SONORA CLAIR KUHN

LOC: O agricultor Antônio Carlotto produz morango e verduras no interior do Estado. Ele conta que a assistência técnica recebida da Emater mudou a vida da família.

TEC SONORA ANTÔNI OCARLOTTO

LOC: O índio caingangue Zílio Salvador disse que a assistência técnica transformou a realidade da comunidade./

TEC SONORA ZÍLIO SALVADOR

LOC: Somente em 2016, a Emater foi responsável por assessorar mais de 220 mil agricultores familiares em 493 municípios gaúchos./

Reportagem, André Luiz Gomes