Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Junho > Simpósio no Rio aproxima agricultores e órgãos públicos

Simpósio no Rio aproxima agricultores e órgãos públicos

publicado  em 28/06/2017 16h13
Agência MDS - Release Radio - 28/06/2017 - Simpósio no Rio aproxima agricultores e órgãos públicos

 

LOC: Seu Edson Pereira dos Santos produz frutas e leguminosas lá no município de Paracambi, interior do Rio de Janeiro./ A falta de mercado e preço justo chegou a desanimar o agricultor algumas vezes./ Tudo mudou quando ele fechou um contrato para fornecer para a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro pelo Programa de Aquisição de Alimentos./ A garantia de comercialização e renda mudou a vida de toda a família./ Edson conta que está ampliando a produção e que o desânimo ficou no passado./ Agora eles voltaram a sonhar./

 
Sonora Edson Pereira dos Santos – agricultor familiar
 
LOC: É pra tornar histórias como a do seu Edson cada vez mais comuns que o Ministério do Desenvolvimento Social promoveu, nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro, o Simpósio Compras de Alimentos da Agricultura Familiar./ A edição do Rio é a quinta realizada no país./ O evento aproxima e estimula negócios entre órgãos públicos e pequenos produtores./ No Estado, as compras governamentais de alimentos formam um mercado potencial de 679 milhões de reais./ A legislação determina que, pelo menos, 30 por cento dos alimentos comprados por órgãos da administração pública federal venham da agricultura familiar./ Para o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, estimular a agricultura familiar é uma das maneiras mais eficientes de combate à pobreza./
 
Sonora Osmar Terra - ministro do Desenvolvimento Social
 
LOC:Técnicos do ministério orientaram servidores dos órgãos participantes sobre a elaboração das chamadas públicas do PAA./ O processo de compra é mais simples, prioriza fornecedores locais e não exige licitação./ Na modalidade Compra Institucional, cada agricultor pode vender até 20 mil reais, por ano, para cada órgão comprador./ Já para as cooperativas o limite de comercialização é de 6 milhões de reais por ano./ O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, destacou que o programa gera um ciclo virtuoso na economia./

Sonora Caio Rocha - secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional
 
LOC:O Ministério da Defesa e as unidades das Forças Armadas são hoje os principais compradores dentro do governo federal./ Mas ainda há muito espaço para crescer./ Só no Rio de Janeiro, as unidades do Exército, Marinha e Aeronáutica possuem um orçamento para alimentação que soma 640 milhões de reais, mas até agora não tinham realizado chamadas públicas pelo PAA./ A primeira, lançada este mês pela Marinha, vai investir 5 milhões e oitocentos mil reais na compra de produtos da agricultura familiar./ No evento, o ministro Osmar Terra também fez a liberação de 2 milhões de reais para a modalidade Compra com Doação Simultânea do PAA./ Nesta modalidade, os produtos adquiridos são doados para entidades socioassistenciais./

Para conhecer as oportunidades abertas, os agricultores podem acessar o portal: www.comprasagriculturafamiliar.gov.br./

Reportagem, Carolina Graziadei