Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Junho > Marinha no Rio abre chamada pública para aquisição de alimentos da agricultura familiar

Marinha no Rio abre chamada pública para aquisição de alimentos da agricultura familiar

publicado  em 29/06/2017 13h05
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 

LOC: É na zona rural da comunidade Vitória da União, em Paracambi,  no Estado do Rio do Janeiro, que a agricultora familiar Ana Maria de Almeida, de 57 anos, produz, hortaliças, frutas e grãos . A notícia que a Marinha no Estado está abrindo pela primeira vez uma chamada pública e vai comprar alimentos dos agricultores familiares despertou interesse da Ana Maria em participar. O Centro de Obtenção da Marinha no Rio de Janeiro vai comprar onze tipos de alimentos. A produtora destaca que a Compra Institucional garante preço justo e renda.

SONORA: Ana Maria de Almeida

LOC: A unidade da Marinha vai investir cerca de cinco milhões e 800 mil reais na compra de alimentos, entre grãos, farinha de mandioca, arroz, feijão, leite, massas, óleo vegetal e outros. O processo faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos na modalidade Compra institucional. O programa é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e tem o objetivo de estimular a agricultura familiar.  Podem participar cooperativas e pequenos agricultores portadores da Declaração de Aptidão ao Pronaf, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. O prazo para o envio das propostas e dos documentos de habilitação vai até o dia 24 de julho. A coordenadora-geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Social, Hetel Santos , dá outras informações.

SONORA: Hétel Santos

LOC: Promover a inclusão econômica e social incentivando a compra de produtos da agricultura familiar é o mais importante. A afirmação é da tenente capitão Cláudia Monalisa de Souza Silva, encarregada da Seção de Gêneros Alimentícios do Centro de Obtenção da Marinha do Rio de Janeiro.

SONORA: Tenente capitão Cláudia Monalisa de Souza e Silva

LOC: Na modalidade Compra Institucional, cada agricultor familiar poderá vender até o limite de 20 mil reais , por ano, para cada órgão comprador. Já as cooperativas ou associações , o limite é de seis milhões de reais por ano, por órgão comprador. Todas as chamada públicas abertas no país estão no portal
www.comprasagriculturafamiliar.gov.br

Reportagem: Roberto Rodrigues