Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Julho > Aberto prazo para novas adesões ao Criança Feliz

Aberto prazo para novas adesões ao Criança Feliz

publicado  em 11/07/2017 10h08
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 

LOC: Está aberto o prazo para novas adesões ao Programa Criança Feliz. As prefeituras têm até 18 de agosto para preencher o termo de adesão disponível no site do Ministério do Desenvolvimento Social./ O programa do governo federal com foco na primeira infância tem o objetivo de acompanhar e estimular as crianças nos primeiros mil dias de vida. Os filhos de beneficiários do Bolsa Família serão acompanhados da gestação aos três anos de idade. Nas famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada, o BPC, o atendimento será até os seis anos.

Nessa fase, setecentos e sessenta e quatro municípios poderão aderir ao programa. Essa adesão contempla aqueles que já estavam aptos, mas não aderiram na primeira etapa. Também poderão assinar o termo de aceite os municípios que não preenchiam aos requisitos à época e que têm mais crianças e gestantes em risco social.

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destacou que a abertura de uma nova chamada para o Criança Feliz foi uma demanda dos municípios e o programa tem o potencial de realizar uma revolução no desenvolvimento social e no combate à pobreza. Segundo Terra, o programa vai garantir recursos e apoio técnico aos municípios que participarem e desenvolverem ações de primeira infância. Até o momento já foram repassados R$ 93,4 milhões às prefeituras.

TEC SONORA MINISTRO OSMAR TERRA


LOC: O termo de aceite ao programa já está disponível no site do Ministério do Desenvolvimento Social : www.mds.gov.br.

Depois de preencher o termo, o município precisa aprovar no Conselho Municipal de Assistência Social a participação no Criança Feliz. Além disso, a prefeitura deverá elaborar um plano de ação explicando como serão realizadas as visitadas domiciliares, ponto central do programa.

Técnicos capacitados irão até a casa das famílias com o objetivo de fortalecer o vínculo entre eles e também capacitar os pais e cuidadores com atividades que estimulem o desenvolvimento integral da criança desde a gestação até os primeiros mil dias de vida para que, no futuro, elas tenham condições de vencer a pobreza.

O Programa Criança Feliz contará com ações intersetoriais envolvendo diversas áreas, como saúde, assistência social, cultura, educação, direitos humanos. Até 2018, o governo federal pretende atender cerca de quatro milhões de crianças.

Reportagem, André Luiz Gomes