Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Janeiro > Um milhão e trezentas mil crianças beneficiárias do Bolsa Família devem entrar na escola neste ano

Um milhão e trezentas mil crianças beneficiárias do Bolsa Família devem entrar na escola neste ano

publicado  em 18/01/2017 18h56

LOC
O início da vida escolar está logo ali para cerca de um milhão e 300 mil crianças beneficiárias do Bolsa Família./ Precisam ser matriculadas as que completaram 6 anos de idade desde 1º de abril de 2016 e as que ainda vão completar até 31 de março deste ano./ As famílias já foram informadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, por meio de mensagem no extrato de pagamento, sobre a necessidade de matricular essas crianças e atualizar as informações no Cadastro Único./ Manter os filhos com idades entre seis e 17 anos na escola é um dos compromissos firmados entre os beneficiários do Bolsa Família e o poder público./ Esta exigência tem o objetivo de promover o acesso à educação, como explica o diretor de Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Eduardo da Silva Pereira./ 

SONORA
Eduardo Pereira: Nesta perspectiva que as crianças ingressam nas escolas e aos seis anos os pais devem informar em que escola a criança está matriculada para que possamos fazer o acompanhamento destas crianças e assegurar que elas tenham acesso à educação e consigam a longo prazo superar a situação de pobreza. 

LOC
A frequência escolar mínima exigida pelo Bolsa Família é de 85% da carga horária mensal para estudantes de seis a 15 anos e de 75% para estudantes entre 16 e 17 anos./ Se esta exigência não é cumprida, a família passa a receber atenção prioritária da assistência social no município, para que ela volte a acessar regularmente os serviços de educação./ A dona de casa Cátia Rejane Souza Silva, moradora do Distrito Federal, já fez a matrícula do filho Davi, de 6 anos./ 

SONORA
Cátia Rejane Souza Silva: Ele vai aprendendo, tendo conhecimento, isto ninguém jamais poderá tirar dele. O primeiro ano é o primeiro passo dele. Ele vai se desenvolvendo e aprendendo a ler. O mais lindo para mim é ver o meu filho juntando as letras e vai aprender logo a ler. Por este motivo ele já está matriculado no ensino fundamental. Estou cumprindo o que determina o programa Bolsa Família. Tenho certeza que isto é muito importante. 

LOC
Depois de fazer a matrícula, as famílias devem informar ao Cadastro Único a escola em que a criança vai estudar. Assim, o programa poderá fazer o acompanhamento da frequência escolar./ Esta informação deve ser sempre atualizada./ Quem recebe o Bolsa Família também deve manter atualizados dados como mudança de endereço, aumento ou diminuição da renda e nascimento ou morte de alguém da família./ 

Reportagem, Roberto Rodrigues