Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Janeiro > Ministro Osmar Terra propõe criação de câmara intersetorial de enfrentamento à violência

Ministro Osmar Terra propõe criação de câmara intersetorial de enfrentamento à violência

publicado  em 12/01/2017 18h39

Loc: O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, apresentou um projeto para a criação de uma câmara intersetorial de enfrentamento à violência no Rio Grande do Sul. A proposta do Ministério da Justiça foi explicada pelo ministro durante reunião com o vice-governador do estado, José Paulo Cairoli, representantes das secretarias estaduais de segurança pública e de educação, da comissão de segurança da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e da Câmara Municipal de Porto Alegre. A ideia é que esta câmara trabalhe identificando áreas onde há maiores índices de violência e atue no enfrentamento do problema, levando para as comunidades ações das áreas de segurança pública, educação, saúde, cultura e assistência social. O ministro Osmar Terra espera que este modelo de atuação possa servir de base para uma política nacional contra a violência.
 
Sonora: Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
“A violência atinge a todos, né e ela não é só um problema da segurança, ela é um problema da área social, ela é um problema da saúde, ela é um problema da educação também. O governo federal está criando um programa, o Rio Grande do Sul já tinha avançado, o secretário Schirmer já tinha avançado nesta proposta e agora vamos integrar o governo federal, o governo estadual pra reduzir a epidemia, gravíssima epidemia da violência. Há uma série de ações, não é só de segurança, agora a segurança tem que coordenar tudo isso, todas as secretarias trabalharem de acordo com a segurança como em nível nacional, nós vamos trabalhar de acordo com o ministro da Justiça. ”
 
Loc: Quando foi secretário de saúde do Rio Grande do Sul, Osmar Terra coordenou uma ação parecida que resultou na diminuição dos homicídios nas comunidades mais violentas. Para o ministro, a ação planejada e integrada entre as diversas áreas dos governos federal, estaduais e municipais é fundamental para enfrentar os índices crescentes de violência.
 
Sonora: Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social e Agrário
 “Os resultados foi que nós conseguimos de 2007 à 2010 uma redução de quase 17 por cento do número de homicídios, foi o único período que teve redução do número de homicídios no estado nos últimos 40 anos. Então, isto mostra que é possível focalizar a ação nos lugares mais violentos, agir de forma integrada, permanente, não ser uma coisa que vai lá e depois vai embora, estar junto com a população, desde o cuidado com a primeira infância, o tratamento de dependência química, ampliar a oportunidade das ações de esporte, de lazer daquelas comunidades, trabalhar dentro das escolas a redução da violência, a resolução dos conflitos sem violência, tudo isso integrado tem um impacto, muito grande.”     

Loc: O secretário de segurança pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer, destacou que só unindo esforços será possível enfrentar a criminalidade.
 
Sonora: Cezar Schirmer - secretário de segurança pública do Rio Grande do Sul
“O que nos interessa neste momento específico é tratar da prevenção, prevenção primária que é trabalhar em cima de crianças, de jovens no sentido de construir uma cultura da paz, uma cultura da não violência. Nós estivemos agora com o governador e o ministro Terra é um especialista  na área da saúde mas em outras áreas também, na área social nesta questão da prevenção, e estamos elaborando e construindo juntos políticas públicas que envolvam o governo federal, o governo estadual e os governos municipais no sentido de trabalhar os jovens, as crianças nesta outra direção e se nós conseguirmos construir isso, certamente no médio e longo prazo terá consequências na melhora dos índices de segurança pública.”
 
Loc: A proposta construída no Rio Grande do Sul será apresentada em uma reunião entre secretários estaduais de segurança e o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, marcada para a próxima semana em Brasília.

De Brasília, Carolina Graziadei

registrado em: