Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Fevereiro > Pente-fino no auxílio-doença já economizou R$ 715 milhões para Fundo de Previdência

Pente-fino no auxílio-doença já economizou R$ 715 milhões para Fundo de Previdência

publicado  em 21/02/2017 14h33
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 
LOC: O pente-fino no benefício de auxílio-doença do INSS gerou até agora uma economia de mais de 715 milhões de reais para o Fundo de Previdência Social./ É dinheiro que estava sendo pago para quem não precisa./ O resultado está no balanço divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário./ 43 mil pessoas tiveram o benefício cancelado./ Elas foram consideradas aptas para o trabalho ao passarem por perícia médica ou não comparecerem à avaliação./

O processo de pente-fino, iniciado no segundo semestre do ano passado, está convocando para avaliação todos os beneficiários do auxílio-doença que há mais de dois anos não passavam por perícia./ Também serão chamados aqueles que recebem a aposentadoria por invalidez que tenham menos de 60 anos que esteja há dois anos sem avaliação médica./ As revisões periódicas são obrigatórias, mas não estavam sendo realizadas no governo passado./ O resultado é que 1 milhão e 700 mil pessoas deixaram de passar pelas perícias./ Para o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, o acúmulo de pessoas recebendo sem a devida avaliação aconteceu por problemas na gestão passada./

Sonora Alberto Beltrame

LOC: Há casos curiosos sendo descobertos, como mulheres que passaram a receber o benefício de auxílio-doença por causa de uma gestação de risco, mas que continuaram como beneficiárias por anos após o nascimento do bebê./ A estimativa do governo federal é que, junto com a revisão das aposentadorias por invalidez, o pente-fino do INSS vai gerar uma economia de 8 bilhões de reais./ Para o secretário-executivo Alberto Beltrame, quem recebe indevidamente está lesando duas vezes a poupança dos trabalhadores que paga os benefícios./

Sonora Alberto Beltrame

LOC: Assim que forem sendo concluídas as perícias de auxílio-doença, serão convocados para avaliação os aposentados por invalidez com menos de 60 anos e há pelo menos dois anos sem perícia médica./

Reportagem, André Luiz Gomes.