Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Dezembro > Osmar Terra oficializa a compra de leite em pó da agricultura familiar no RS

Osmar Terra oficializa a compra de leite em pó da agricultura familiar no RS

publicado  em 15/12/2017 15h40
Agência MDS - Release Radio - 15/12/2017 - Osmar Terra oficializa a compra de leite em pó da agricultura familiar no RS

 

LOC: O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, oficializou nesta sexta-feira a compra do leite em pó produzido por agricultores familiares. Em evento no palácio Piratini, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, o ministro assinou a liberação de mais de 13 milhões de reais para a compra do produto por meio da modalidade Compra Direta do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA. Ao todo, o governo federal vai comprar mil toneladas de leite em pó de 31 cooperativas gaúchas já cadastradas. A aquisição é imediata e resulta de uma parceria entre os ministérios do Desenvolvimento Social e da Agricultura. E um auxílio aos produtores que vêm sofrendo com a desvalorização do leite causada pela importação excessiva do produto do Uruguai./

Para o ministro, a compra incentiva a produção e a manutenção dos agricultores familiares no campo. O processo vai garantir preço justo e renda para as famílias.

SONORA OSMAR TERRA – ministro do Desenvolvimento Social

LOC: O governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, destacou a importância da ação do governo federal para que os pequenos produtores continuem produzindo./

SONORA JOSÉ IVO SARTORI - governador do Rio Grande do Sul

LOC: Segundo o presidente do Sindicato da Indústria de Laticínio e Produtos derivados do Rio Grande do Sul, Alexandre Guerra, o governo federal está fazendo uma ação para minimizar os impactos da desvalorização do leite./

SONORA ALEXANDRE GUERRA – presidente Sindilat RS

LOC: Em todo o país, serão investidos 17 milhões de reais na compra do leite. O objetivo é reduzir os estoques e regular o preço do produto./ O leite é doado prioritariamente para entidades da rede socioassistencial, de saúde e educação, para atender às famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional ou diretamente para famílias registradas no Cadastro Único, com perfil de renda do Programa Bolsa Família.//

Reportagem, Carolina Graziadei