Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Dezembro > Forças no Esporte é oportunidade de uma vida melhor para jovens das comunidades do Rio de Janeiro

Forças no Esporte é oportunidade de uma vida melhor para jovens das comunidades do Rio de Janeiro

publicado  em 13/12/2017 17h46
Agência MDS - Release Radio - 21/11/2017 - Osmar Terra apresenta programa Criança Feliz a prefeitos de Santa Catarina

 

LOC: Todos os dias a Letícia Luíza Côrtes, de 15 anos, arruma com carinho o uniforme da luta olímpica. A paixão pelo esporte tem pouco tempo, começou há dois anos no Programa Forças no Esporte, desenvolvido pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas, e em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social e do Esporte. A dedicação da menina é intensa e o treinamento pesado./ No Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes, conhecido como Cefan, da Marinha do Brasil, ela e outras 23 mil crianças e adolescentes passam as tardes praticando esportes. No turno contrário ao da escola, eles treinam, recebem aulas de reforço escolar e têm uma alimentação equilibrada./

O programa vem mudando a história destes jovens./ A Letícia, que antes nem sabia o que era luta olímpica, agora acumula medalhas na categoria. Já conquistou um bronze no campeonato brasileiro e agora sonha com o ouro./Os jovens que participam do programa são de comunidades carentes./ A Letícia vive na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, e foi no Centro de Referência de Assistência Social, o Cras, que ela descobriu o programa./Para Letícia, o Forças no Esporte tem um significado muito importante:  perspectiva de uma vida melhor. No programa, ela conheceu uma profissão e já enxerga um futuro muito mais promissor./

Sonora LETÍCIA LUÍZA CÔRTES 

LOC: É para oferecer oportunidades a jovens como Letícia que o governo federal está reforçando o Forças no Esporte por meio do Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro. O foco é atrair crianças e jovens que estão em risco social para uma atividade no contraturno da escola e, assim, afastá-los da violência e dos riscos da rua.Além do Forças no Esporte, a rede socioassistencial do Estado será ampliada. Os Centros de Referência de Assistência Social, Centros de Referência Especializado de Assistência Social e Centros POP vão receber investimentos de R$ 42 milhões do Ministério do Desenvolvimento Social./

Para o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o importante é inspirar os jovens e mostrar que existe outro caminho./ A partir do atendimento às famílias que vivem nestas áreas críticas, a meta é reduzir o nível de violência e resgatar a cidadania das comunidades./

Sonora OSMAR TERRA - MINISTRO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL

LOC: O Programa Emergencial de Ações para o Rio de Janeiro inclui um pacote de ações nas áreas de justiça, educação, esporte e direitos humanos. Os beneficiários devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, preferencialmente atendidos pelo Bolsa Família. A expectativa é atender 50 mil crianças e adolescentes de 6 a 17 anos das áreas dos Complexos do Lins de Vasconcelos, Alemão, Penha, Maré, Chapadão-Pedreira, Cidade de Deus e Vila Kennedy, Rocinha, Baixada Fluminense e Salgueiro, em São Gonçalo./

Reportagem, Pamela Santos