Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Dezembro > Alimentação de qualidade transforma vida de aluna do Forças no Esporte

Alimentação de qualidade transforma vida de aluna do Forças no Esporte

publicado  em 14/12/2017 17h54
Agência MDS - Release Radio - 14/12/2017

 

LOC: Quem vê a força da jovem Gabrielle Vitória de Oliveira, de 15 anos, não imagina o quanto ela lutou para chegar ao primeiro lugar do pódio. Ela foi campeã brasileira sub-17 de levantamento de peso em junho desse ano. Gabrielle participa do Forças no Esporte, programa do Ministério da Defesa, em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação. Quando começou os treinamentos no Centro de Educação Física da Marinha do Brasil, a menina era franzina. Tinha 10 anos e apenas 25 quilos. Estava subnutrida.

Graças à alimentação oferecida pelo Forças no Esporte, Gabrielle está no peso ideal para a idade. Melhorou a saúde e as perspectivas de futuro.  Em outubro, a menina que mora na comunidade de Acari, no Rio de Janeiro, foi convidada para representar o Brasil nos Jogos Sul-americanos da Juventude, em Santiago, no Chile. A medalha não veio, mas o sonho de uma vida melhor por meio do esporte continua vivo.//

Sonora GABRIELLE VITÓRIA DE OLIVEIRA

LOC: No Forças no Esporte, mais de 23 mil crianças de todo o Brasil treinam e recebem aulas de reforço escolar e alimentação equilibrada, durante o horário contrário ao da escola. Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha, além de promover a alimentação saudável das crianças e jovens, o programa também ajuda a fortalecer a agricultura familiar./

Sonora CAIO ROCHA - SECRETÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

LOC: Assim como Gabrielle, o Forças no Esporte atende crianças e jovens de comunidades carentes no Rio de Janeiro. A iniciativa integra o pacote de ações do Programa Emergencial de Ações para o Rio de Janeiro que inclui ações nas áreas de justiça, educação, esporte e direitos humanos. Na assistência social, o Ministério do Desenvolvimento Social irá investir 42 milhões para a ampliação da rede socioassistencial no Estado. Os beneficiários devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, preferencialmente atendidos pelo Bolsa Família. A expectativa é atender 50 mil crianças e adolescentes de 6 a 17 anos./

Reportagem, Pamela Santos