Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Agosto > Exército vai investir mais de R$ 2,3 milhões na compra de alimentos da agricultura familiar em Santo Ângelo (RS)

Exército vai investir mais de R$ 2,3 milhões na compra de alimentos da agricultura familiar em Santo Ângelo (RS)

publicado  em 26/07/2017 18h35
Agência MDS - Release Radio - 26/07/2017 - Exército vai investir mais de R$ 2,3 milhões na compra de alimentos da agricultura familiar em Santo Ângelo (RS)

 

LOC: Agricultores familiares de Santo Ângelo e região das missões têm uma boa oportunidade de negócios aberta: o Exército vai investir dois milhões e trezentos mil reais na compra de produtos dos pequenos produtores./ Os alimentos serão comprados por meio da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social./ A chamada pública é para atender o Depósito de Subsistência do Exército./ A unidade espera comprar quatrocentas e oitenta e seis toneladas de amido de milho, arroz, farinha de mandioca, feijão, fubá, leite em pó e pasteurizado, óleo de soja e sucos de uva e laranja./

Para quem vive da terra, é uma chance de garantir renda e preço justo para a produção./ A agricultora Márcia Brutti está ansiosa por mais esta oportunidade de venda para o governo./ Moradora de Santo Ângelo, ela conta que já pensou em abandonar a vida no campo por causa das dificuldades./ Tudo mudou quando ela fez a primeira venda pra o Programa de Aquisição de Alimentos./

Sonora Márcia Brutti


LOC: O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, diz que este é um esforço permanente do governo federal e que a agricultura familiar tem um papel importante para o enfrentamento da pobreza.

Sonora MINISTRO OSMAR TERRA


LOC: Os produtores rurais de Santo Ângelo e região interessados em participar da chamada pública devem enviar propostas até o dia 1º de agosto./

Outras três chamadas - em Pelotas e Porto Alegre - estão abertas para aquisição de alimentos da agricultura familiar no Rio Grande do Sul./ Um decreto do governo determina que pelo menos 30 por cento dos alimentos adquiridos por órgãos públicos federais venham da agricultura familiar./ O Ministério do Desenvolvimento Social está trabalhando para que os órgãos públicos ampliem este tipo de compra./ Para saber mais sobre as chamadas públicas abertas em todo o país, é só acessar o portal www.comprasagriculturafamiliar.gov.br //

Reportagem, Diego Queijo