Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Agosto > Exército está com chamadas públicas abertas para aquisição de alimentos no RS e MG

Exército está com chamadas públicas abertas para aquisição de alimentos no RS e MG

publicado  em 21/08/2017 17h46
Agência MDS - Release Radio - 25/01/2017

 

LOC: É na zona rural do município de Três Forquilhas, no Rio Grande do Sul, que o jovem Bruno Helgel Justin produz hortaliças, frutas e verduras./ A notícia de que o Exército está comprando alimentos dos pequenos agricultores trouxe esperança de dias melhores./ O  Décimo Oitavo Batalhão de Infantaria Motorizado, localizado em Sapucaia do Sul, está com chamada pública aberta para a aquisição de itens produzidos pela agricultura familiar./ Bruno já enviou proposta e aguarda o resultado./ Ele destaca que este tipo de compra institucional trouxe segurança, pois garante renda maior e estimula a organização dos agricultores em cooperativas./

SONORA:  Bruno Helgel Justin- agricultor familiar do RS

LOC: A unidade do Exército vai investir  197 mil reais na compra de alimentos, entre hortaliças, frutas, legumes, leite e sucos./ Todos os itens serão utilizados nas refeições servidas aos militares./ O processo faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos, na modalidade Compra Institucional./ O prazo para envio da proposta encerra no dia 22 de agosto./ Já em Minas Gerais, a oportunidade para os agricultores familiares vem do trigésimo sexto Batalhão de Infantaria Motorizado, em Uberlândia./ A unidade do Exército vai investir 195 mil reais na compra de hortaliças, frutas e legumes./ O prazo para envio da proposta vai até o dia 28 de agosto./ O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha, afirma que o volume de compras pelas Forças Armadas está aumentando e que isso é resultado de um processo de conscientização em benefício dos pequenos produtores./

SONORA: Caio Rocha- secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional

LOC: O Programa de Aquisição de Alimentos é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e tem o objetivo de estimular a agricultura familiar, gerando renda e garantia de preço justo./ Podem participar cooperativas e pequenos agricultores portadores da Declaração de Aptidão ao Pronaf./ Cada agricultor familiar pode vender até o limite de 20 mil reais, por ano, para cada órgão comprador./ Já para as cooperativas ou associações, o limite é de seis milhões de reais por ano, por órgão comprador./ Todas as chamadas públicas abertas no país estão no portal www.comprasagriculturafamiliar.gov.br./

Reportagem: Roberto Rodrigues