Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2017 > Abril > INSS: pente-fino no auxílio-doença gera economia de R$ 1,6 bilhão

INSS: pente-fino no auxílio-doença gera economia de R$ 1,6 bilhão

publicado  em 13/04/2017 12h00
Documento sem título


 


 

LOC: O pente-fino no benefício de auxílio-doença do INSS já gerou uma economia de um bilhão e 590 milhões de reais para o Fundo de Previdência Social./ O resultado foi divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário./ Até agora, foram realizadas 87 mil e 500 perícias em todo o país./ 84% dos exames resultaram no cancelamento do benefício./ Na maior parte dos casos, as avaliações médicas apontaram que as pessoas já estavam aptas para voltar ao trabalho./ Há também pessoas que foram chamadas, mas não compareceram à perícia./

Neste primeiro momento, o INSS está convocando todos os beneficiários do auxílio-doença que há mais de dois anos não passavam por perícia./ Também serão chamados aqueles que recebem aposentadoria por invalidez,  têm menos de 60 anos e que estejam há dois anos sem avaliação médica./

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, destaca o esforço que o governo federal vem fazendo para aperfeiçoar a gestão de programas sociais, evitando desperdícios com pagamentos indevidos e destinando os recursos públicos para quem realmente precisa./

TEC SONORA MINISTRO OSMAR TERRA

LOC: O secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, lembra que uma pessoa que recebe um benefício do INSS indevidamente lesa duas vezes o Fundo de Previdência./ A primeira porque não contribui para o fundo, a segunda porque fica com o dinheiro que deveria ser destinado a outra pessoa./

TEC SONORA ALBERTO BELTRAME

LOC: As revisões periódicas são obrigatórias, mas não estavam sendo realizadas pelo governo passado./ No total, 1 milhão e 700 mil pessoas deixaram de passar pela perícia nos últimos anos./

A estimativa do governo federal é que as revisões do auxílio-doença e da aposentadoria por invalidez gerem uma economia de 8 bilhões de reais para os cofres públicos.

A convocação é feita por carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado tem cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. O beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

Reportagem, André Luiz Gomes