Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Outubro > Ministro defende reforço das políticas públicas de combate às drogas

Ministro defende reforço das políticas públicas de combate às drogas

publicado  em 27/10/2016 00h00

REP 
O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário Osmar Terra, que nesta semana assumiu como membro do Conselho Nacional de políticas sobre drogas, participou de uma série de eventos para discutir ações de enfrentamento aos problemas causados pela dependência química./ No Rio de Janeiro ele foi um dos palestrantes do 18° simpósio internacional sobre tabaco, álcool e outras drogas./ Terra afirmou que as políticas públicas precisam ser fortalecidas./ O ministro também destacou que o país vive uma epidemia de dependência química e que isso tem um grande impacto no aumento da pobreza./ 

Sonora: Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social e Agrário 
“Quem tem um chefe de família pai ou a mãe dependente química, seja de qualquer tipo de droga, inclusive do álcool que é a mais comum, sabe a destruição que isso causa na família, a pessoa tem dificuldade de trabalhar, não trabalha, não tem renda, desagrega toda família, em geral é agressivo, tem pouco controle de impulso, então também é um multiplicador de violência. É uma tragédia pessoal, humana e social também. Então nos temos que ter uma política pra diminuir o número de pessoas com este tipo de transtorno tão grave, é isto que está faltando no Brasil.” 

REP 
O ministro chamou atenção para a violência no Brasil./ Terra afirmou que o consumo de drogas e o tráfico influenciam para que o país tenha números recordes de homicídios, chegando a mais de 60 mil por ano./ A chefe do serviço de psiquiatria da Santa Casa do Rio de Janeiro, doutora Fátima Vasconcellos, destacou a atuação do ministro no enfrentamento ao problema./ 

Sonora: Fátima Vasconcelos – chefe do serviço de psiquiatria da Santa Casa do Rio de Janeiro 
“A questão da dependência química é o sofrimento que o dependente químico causa para uma família inteira e com repercussões porque frequentemente numa família em que alguém é dependente químico, isso vai terminar virando alguma coisa que pode fazer com que outros também se tornem dependentes químicos. Então, a gente precisa quebrar esse ciclo e uma das coisas fundamentais é o que o ministro, ao longo de tanto tempo vem procurando, locais eficientes para o tratamento e recuperação, uma política publica que, de fato, promova e consiga promover a recuperação do dependente químico na sua totalidade.” 

REP 
Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Osmar Terra participou da reunião do Fórum Permanente de Comunidades Terapêuticas./ Ele destacou que o trabalho destas entidades precisa ser reconhecido e incorporado nas políticas de tratamento aos dependentes químicos./ 

Sonora: Osmar Terra – ministro do Desenvolvimento Social e Agrário 
“As comunidades terapêuticas ajudam e muito nisso, né. então elas contribuíram muito pra diminuir o problema social que a droga, que a dependência química causa, só que elas são frágeis do ponto de vista econômico, elas precisam de apoio e que nós estamos tentando fazer, agora o empenho todo nosso é fazer com que elas possam ter um apoio maior do governo porque elas tem efetivamente um resultado melhor do que as politicas simplesmente de redução de danos, que não contribuem pra recessão social, apenas reduzem danos que são importantes, é importante reduzir danos, mas não resolve o problema.” 

REP 
O ministro também foi palestrante da terceira semana municipal de prevenção às drogas em Santo Ângelo, no interior gaúcho, onde voltou a defender um fortalecimento nas políticas públicas./ Como deputado federal, Terra foi o autor da lei antidrogas em tramitação no Congresso./ 

De Brasília, Carolina Graziadei