Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Outubro > Ministério apresenta Programa Criança Feliz e Plano de Inclusão Produtiva para países da América Latina e Caribe

Ministério apresenta Programa Criança Feliz e Plano de Inclusão Produtiva para países da América Latina e Caribe

publicado  em 31/10/2016 00h00

REP: O Programa Criança Feliz, voltado para o estímulo de crianças do Bolsa Família, do Benefício de Prestação Continuada e em vulnerabilidade social, foi apresentado para ministros e vice-ministros de Desenvolvimento Social de países da América Latina e Caribe, nesta segunda-feira, em Santo Domingo, na República Dominicana. 

As ações foram detalhadas pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, durante o oitavo Fórum Ministerial de Desenvolvimento para a América Latina e o Caribe, que segue até terça-feira. 

O evento, organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o PNUD, tem o objetivo de promover um diálogo técnico sobre desenvolvimento social e sobre as políticas de proteção social na região e, dessa forma, contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 

Segundo o secretário-executivo Alberto Beltrame, o Fórum é uma boa oportunidade para a troca de experiências entre os países, que neste momento, buscam soluções sustentáveis para o desenvolvimento social e econômico. 

TEC SONORA ALBERTO BELTRAME 

“O Brasil terá uma grande oportunidade para apresentar as suas políticas inovadoras em relação à saída sustentável para a pobreza, redução das vulnerabilidades e preservação de conquistas sociais já obtidas. E tem como foco principal da sua apresentação o Programa Criança Feliz e o de Inclusão Produtiva, que pela sua qualidade e formulação, representam um grande interesse de países da América Latina e do Caribe, como uma proposta inovadora, criativa para a saída da pobreza e para a redução da vulnerabilidade social, ao investir na primeira infância, no rompimento do ciclo vicioso da pobreza intergeracional através do desenvolvimento infantil, notadamente na primeira infância. Da mesma forma, a inclusão produtiva é uma forma de se propiciar a emancipação daquelas pessoas vinculadas a programas de transferência de renda, que é um dos temas centrais do debate”. 

REP: Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável tem como algumas das metas a eliminação da pobreza, da fome, da desigualdade de gênero e a promoção do crescimento econômico sustentado até 2030. 

De Brasília, André Luiz Gomes