Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Outubro > Compras Institucionais: um novo ciclo de apoio à agricultura familiar

Compras Institucionais: um novo ciclo de apoio à agricultura familiar

publicado  em 24/10/2016 00h00

REP: Abrir novos mercados para a agricultura familiar, gerar renda e promover o acesso a alimentos saudáveis. Estes são algumas das vantagens que o Programa de Aquisição de Alimentos, por meio da Modalidade Compra Institucional, tem possibilitado à população do campo e aos órgãos do governo federal. 

Nesta segunda-feira, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, participou do Simpósio de Compras de Alimentos da Agricultura Familiar, promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, pela Casa Civil da Presidência da República e pelo Ministério da Defesa. 

Além de apresentar o programa, o simpósio celebrou a abertura da chamada pública do Ministério da Defesa no valor de 16 milhões e 200 mil reais para aquisição de quase 3 mil toneladas de alimentos - maior chamada em um único edital na modalidade Compra Institucional do PAA. 

Para o ministro Osmar Terra, é um novo ciclo de apoio aos pequenos produtores que inicia. Osmar Terra ressaltou a importância da ação e destacou que o programa também é uma forma de combater a pobreza. 

TEC SONORA MINISTRO OSMAR TERRA
Todo mundo ganha. O agricultor ganha, mas também ganham as Forças Armadas, ganha o Brasil.... Tudo que fizer para manter o pequeno agricultor produzindo, com qualidade, tendo uma boa renda no campo, ajuda a diminuir a pobreza. Existe uma série de ações governamentais, mas esta é a principal, porque essa é a economia, dá autonomia ao agricultor, ele cria a renda dele, ele não precisa do favor de ninguém. 

REP: A legislação atual obriga que órgãos da administração pública federal comprem – com recursos próprios –, no mínimo, 30% dos gêneros alimentícios da agricultura familiar. O Ministério da Defesa e as Forças Armadas são pioneiros nesta modalidade de compra. O secretário-geral do Ministério da Defesa, o general de Exército Joaquim Silva e Luna, destacou as principais vantagens desta parceira com os pequenos agricultores. 

TEC SONORA SEC. MIN DA DEFESA, JOAQUIM SILVA E LUNA
“Eu diria a qualidade e a logística. Mas a principal delas é a qualidade do produto que é entregue e a logística que é facilitado. O produto é entregue fresco, não como um produto que vem de outras áreas, embalado, empacotado, sujeito a um monte de conservantes. 

REP: Antonino Cardoso é representante da Copaíba, Cooperativa de Agricultores de Piaçabuçu, em Alagoas. Eles já vendem para o mercado institucional e estão esperançosos com a abertura desta nova chamada pública do Ministério da Defesa. 

TEC SONORA ANTONINO CARDOSO
A gente está vendo que essa capacidade de se organizar e poder estabelecer um canal de diálogo entre o ministério e as organizações tem um resultado prático. Toda a chamada que saiu agora, foi previamente discutida com as organizações que tinham interesse em participar. É um mercado que é fora de série. Um mercado que só no Nordeste representa quase meio bi (lhão). O que a gente precisa exatamente agora é alinhar a produtividade ao processo de agregação de valor e o acesso a esse mercado. 

REP: Durante o simpósio, também foi lançado o portal de compras da agricultura familiar. Na página, os produtores podem encontrar todas as chamadas públicas abertas pelo país. Além disso, os governos municipais, estaduais e os órgãos da administração pública federal poderão ter orientações gerais sobre a legislação. O endereço é www.comprasagriculturafamiliar.gov.br

De Brasília, André Luiz Gomes