Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Outubro > Ações do governo federal para incentivar a alimentação saudável são apresentadas às Nações Unidas em Roma

Ações do governo federal para incentivar a alimentação saudável são apresentadas às Nações Unidas em Roma

publicado  em 18/10/2016 00h00

REP: Representantes do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário estão em Roma, na Itália./ Eles vão apresentar às Nações Unidas os programas que o Brasil desenvolve para garantir uma alimentação adequada e saudável à população./ O secretário de segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, vai mostrar como funcionam o Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, e o Programa de Cisternas./ A Sessão Plenária do Comitê de Segurança Alimentar Mundial da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura acontece todos os anos./ Ela funciona como um fórum de acompanhamento e discussão das políticas de segurança alimentar e nutricional no mundo./

De acordo com a FAO, o Brasil está entre os países que saíram do mapa da fome, mas ainda há muito o que se fazer./  Combater a má nutrição, diminuir a obesidade e fazer com que os brasileiros consumam mais frutas e verduras são objetivos do plano nacional de segurança alimentar e nutricional./ O secretário Caio Rocha explica que o governo federal está investindo para fortalecer essas ações./

Sonora: Caio Rocha – secretário nacional de segurança alimentar e nutricional

REP: No país, mais de um 1 milhão e meio de pessoas estão em situação de insegurança alimentar./ Para diminuir estes números, o Programa de Aquisição de Alimentos estimula a compra de produtos da agricultura familiar pelos órgãos da administração federal, dos estados e municípios./ A ação garante renda para os pequenos produtores e leva alimentos saudáveis à população./ Já o programa de Cisternas dá acesso à água potável e para produção de alimentos aos brasileiros que vivem no semiárido./

Loc: Caio Rocha – secretário nacional de segurança alimentar e nutricional

REP: O Programa de Aquisição de Alimentos já investiu quase R$ 6 bilhões na compra de alimentos da agricultura familiar beneficiando 1 milhão e 400 mil agricultores familiares. / O Programa Cisternas beneficiou quase 1,3 milhão de famílias em mais de mil municípios no país.//

De Brasília, Carolina Graziadei