Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Novembro > Nove milhões de famílias inscritas no Cadastro Único têm descontos na conta de luz

Nove milhões de famílias inscritas no Cadastro Único têm descontos na conta de luz

publicado  em 24/11/2016 00h00

LOC:O Cadastro Único do Governo Federal é a porta de entrada para mais de 20 programas sociais./ Um deles é a tarifa social de energia elétrica./ Hoje, nove milhões de famílias já recebem o desconto na conta de luz./ Podem ter acesso as famílias que possuem renda de até meio salário mínimo por pessoa ou que tenham um membro que receba o Benefício de Prestação Continuada, BPC, com renda de até três salários mínimos./ O programa é operado pela Agência Nacional de Energia Elétrica./ A solicitação dos descontos deve ser feita diretamente na companhia de energia que atende a residência./ Mas para conseguir o benefício o cidadão precisa manter os dados do cadastro único atualizados./ A Coordenadora Geral de Integração de Ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Denise Direito, destaca a importância de manter as informações em dia./

SONORA
Denise Direito: São as famílias inscritas no Cadastro Único...
DF... é bastante rápido

LOC:A dona Marly Duarte de Souza tem uma produção caseira de leite de cabra e de vaca lá no interior de Minas Gerais, no município de Buritis./ A tarifa social de energia elétrica ajuda a reduzir os custos de refrigeração dos produtos./ Ela conta que o programa ajuda muito./

SONORA
Marly Duarte de Souza: eu acho que é um programa bom  porque ...
DF.. pode ser comprado outras coisas para casa.

LOC: A tarifa social de energia elétrica garante descontos para as famílias de baixa renda que tenham um consumo mensal de no máximo 220 quilowatts/hora./  Lá no povoado de Fazenda Soares, no Estado do Piauí, o pequeno agricultor Reginaldo dos Santos Silva, de 48 anos, conta que as despesas da família diminuíram./

SONORA
Reginaldo dos Santos Silva: Para mim é muito importante a redução da tarifa ...
DF... com isto não poderia trabalhar mais.

LOC: As famílias indígenas e quilombolas com renda por pessoa de até meio salário têm direito ao desconto de cem por cento na conta de energia elétrica, desde que o consumo não ultrapasse o limite de 50 quilowatts/hora por mês./

De Brasília, Roberto Rodrigues

registrado em: