Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Rádio > 2016 > Dezembro > Encontro de Comitê Gestor do Programa Criança Feliz aborda criação de Centro Dia de Referência

Encontro de Comitê Gestor do Programa Criança Feliz aborda criação de Centro Dia de Referência

publicado  em 15/12/2016 00h00

Loc: O comitê gestor do Programa Criança Feliz foi instalado nesta quarta-feira em Brasília. Este comitê vai reunir representantes dos ministérios do Desenvolvimento Social e Agrário, Justiça, Saúde, Educação e Cultura para coordenar as ações de cada pasta no programa. Entre as propostas levantadas neste primeiro encontro está a criação do Centro Dia de Referência para atender crianças com microcefalia causada pelo zika vírus. Todos os estados e mais de 480 municípios já aderiram ao Criança Feliz. O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, destacou que a integração das ações do governo federal com estados e municípios vai impulsionar os resultados do programa.

Sonora: Osmar Terra - Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário

Loc: O envolvimento de diferentes ministérios faz com que as famílias beneficiadas possam receber atendimento com uma maior oferta de serviços, garantindo um atendimento pleno e melhores condições para estimular o desenvolvimento integral da criança. A coordenadora geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde e integrante do comitê gestor do Criança Feliz, Michele Lessa, destacou que a visitação na casa dos beneficiários vai melhorar a qualidade dos serviços prestados à população.

Sonora: Michele Lessa – coordenadora de alimentação e nutrição do Ministério da Saúde

Loc: Capacitações com os visitadores e gestores do Programa Criança Feliz nos estados e municípios estão previstas para janeiro de 2017. A expectativa é que até o início de março o programa já esteja em funcionamento nas comunidades. O Criança Feliz é uma iniciativa do governo federal para ampliar a rede de atenção e o cuidado integral com a primeira infância. Ele prioriza gestantes e crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até seis anos e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada, o BPC. As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares periódicas. Estes profissionais vão mostrar para os pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento das crianças, formando pessoas mais preparadas para vencer a pobreza.

De Brasília, Carolina Graziadei