Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Referência em gestão da informação, Ministério da Cidadania é mentor de maratona voltada a ferramentas inovadoras

Notícias

Referência em gestão da informação, Ministério da Cidadania é mentor de maratona voltada a ferramentas inovadoras

INOVAÇÃO

Profissionais da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação vão fazer a mentoria do Hackathon Serpro Recife. A Sagi é responsável pela gestão da maior base de dados de políticas sociais para a população de baixa renda do Brasil, o Cadastro Único
publicado  em 19/09/2019 17h26
Divulgação

Brasília/DF - Você sabe o que é hackathon? O termo, conhecido dos profissionais da informática, pode parecer estranho para quem não está familiarizado com este universo. Trata-se de uma maratona onde diversos profissionais do ramo se unem para buscar soluções e desenvolver programas, com o objetivo de tornar processos mais eficientes e eficazes. Ou seja, é uma reunião onde especialistas em informática juntam toda a sua expertise para resolver problemas e criar ferramentas inovadoras para facilitar a vida dos cidadãos. No final, uma comissão escolhe a equipe vencedora.

Organizado pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), o Hackathon Serpro de Recife será organizado no próximo fim de semana, de 20 a 22 de setembro. E a equipe da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação (Sagi) do Ministério da Cidadania foi convidada para fazer a mentoria do evento. Na prática, eles vão acompanhar as equipes inscritas e ajudá-las a desenvolver os projetos.

Segundo o analista do Serpro Carlos Henrique Rodrigues Alexandria, a equipe da Sagi tem vasta experiência em tratamento de dados e, por esta razão, é ideal para realizar o trabalho. “A Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação faz a gestão das bases de dados de políticas sociais para a população de baixa renda, um cenário típico de ciência de dados, que é o tema central do nosso Hackathon. Diante disso, acreditamos que a equipe da Sagi pode, além de ajudar os times com belas dicas tiradas da vivência diária, absorver novas visões que contribuirão com o trabalho deles”, afirma Carlos Henrique.

De acordo com o diretor do Departamento de Gestão da Informação da Sagi, Davi Lopes Carvalho, a secretaria trabalha há 15 anos agrupando e traduzindo os dados em informações que sejam relevantes para as políticas públicas e de fácil compreensão para os usuários. “Não adianta olhar apenas para um conjunto de dados, por exemplo, do Bolsa Família. É preciso cruzá-los com os do Cadastro Único, do Benefício de Prestação Continuada para se obter um panorama mais amplo, que possa subsidiar as ações. E também é preciso disponibilizá-los de forma organizada, conferindo maior transparência para as ações do Ministério. Por ter esta experiência, nossa equipe poderá contribuir com os participantes do evento em Recife”, conclui.

No hackathon realizado em Brasília, em julho deste ano, a equipe da Sagi concorreu e ficou em quarto lugar. Apesar de toda a experiência que a equipe tem, Davi conta que a expectativa é que, além de colaborar com os participantes, os representantes do governo federal também possam trazer mais ideias inovadoras para os próprios projetos do Ministério. “Tem muita gente com conhecimentos diferentes, de várias áreas, e isso é muito bom, muito produtivo”, destaca.

Sobre a Sagi
A Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério da Cidadania subsidia as políticas de cidadania por meio de ações de monitoramento, avaliação, gestão da informação e capacitação de agentes públicos. Desde 30 de janeiro de 2019, a Sagi passou a orquestrar também a maior base de dados de políticas sociais para a população de baixa renda do Brasil: o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Dentre outras funções, a Sagi é responsável por oferecer soluções inovadoras na área de gestão da informação, por meio de sistemas informacionais e cruzamentos de dados; por apoiar o monitoramento das políticas de cidadania; e por propor, coordenar, realizar e apoiar estudos, como avaliações de impacto e de implementação de políticas públicas. Mais informações podem ser obtidas na página da secretaria.

Por Roberta Ribeiro

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania
Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412