Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Prorrogada Chamada Pública de R$ 10,7 milhões para compra de alimentos no RJ

Notícias

Prorrogada Chamada Pública de R$ 10,7 milhões para compra de alimentos no RJ

PAA

Agricultores familiares podem encaminhar até 8 de outubro propostas para venda ao Exército por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA)
publicado  em 30/09/2019 19h36
Foto: Divulgação

Brasília - Foi prorrogado o prazo para que agricultores familiares possam vender seus produtos ao Comando da 1ª Região Militar do Exército Brasileiro, no Rio de Janeiro, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A Chamada Pública aberta para compra de frutas e hortaliças chega a mais de R$ 10,7 milhões. As propostas podem ser enviadas até o dia 8 de outubro. Saiba como participar.

Ao todo, 44 itens compõe a lista de produtos que serão adquiridos. Os alimentos vão abastecer mais de 50 organizações militares fluminenses, como hospitais, batalhões e colégios militares. A coordenadora substituta de Aquisição e Distribuição de Alimentos da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Social e Produtivo Rural do Ministério da Cidadania, Viviane Albuquerque, ressalta que a prorrogação do prazo da chamada pública favorece os produtores da região. “É importante, porque dá uma nova oportunidade para quem não conseguiu enviar suas propostas. E o fato de o valor da chamada ser alto também é bom para os pequenos agricultores familiares locais”, destaca.

A Compra Institucional do PAA permite que cada agricultor possa vender até R$ 20 mil, por ano, para cada órgão comprador. Já as cooperativas ou associações têm o teto de R$ 6 milhões, por ano, para cada órgão, respeitando o limite máximo por cada agricultor individual. Para acompanhar as chamadas públicas abertas em todo o Brasil, basta acessar o portal comprasagriculturafamiliar.gov.br.

Fortalecendo a agricultura familiar – O PAA integra as ações do governo federal para fortalecer a agricultura familiar, reconhecendo seu importante papel na oferta de alimentos frescos e saudáveis para a população e na promoção da segurança alimentar e nutricional. Os itens cultivados pelos produtores rurais são utilizados pelas prefeituras em escolas públicas, abrigos, restaurantes populares, entre outras instituições. O pagamento é feito mensalmente, até o último dia de cada mês.

Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412