Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Políticas brasileiras de segurança alimentar, inclusão produtiva e prevenção às drogas são apresentadas à comunidade internacional

Notícias

Políticas brasileiras de segurança alimentar, inclusão produtiva e prevenção às drogas são apresentadas à comunidade internacional

Os temas foram debatidos durante o Seminário Internacional Políticas Públicas para a Cidadania e Cooperação Internacional, realizado nesta terça-feira (17)
publicado  em 17/09/2019 20h16
Foto: Clara Angeleas

Brasília/DF - O secretário nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural, José Roberto Carlos Cavalcanti, abriu o painel da tarde destacando o trabalho que vem sendo realizado pela Pasta no combate à insegurança alimentar e no fomento a pequenos agricultores. Segundo ele, os esforços da secretaria estão concentrados em garantir segurança nutricional e alimentar, além de auxiliar o desenvolvimento de produtores familiares em regiões em situação de vulnerabilidade social. “Nosso trabalho oferece, entre muitos outros, dois grandes serviços: o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa de Fomento. Juntos, eles garantem a segurança alimentar das famílias e criam oportunidades de ampliação de negócios e investimentos para famílias residentes em áreas rurais”.

A inclusão produtiva urbana também esteve na pauta do seminário. A secretária nacional de Inclusão Social e Produtiva Urbana do Ministério da Cidadania, Rita Passos, destacou a importância da geração de emprego e renda para a população de baixa renda. “É importante criarmos emprego e qualificação para os jovens de baixa renda. Muitos deles não têm condições de competir no mercado e, através do Plano Progredir, oferecemos cursos e capacitações para a criação de oportunidades. O Progredir é um instrumento para ampliar as oportunidades de inclusão produtiva e promover mais cidadania”, afirmou.

Sobre políticas voltadas à juventude, o secretário nacional de Prevenção e Cuidado às Drogas, Quirino Cordeiro, falou sobre as medidas tomadas pelo Ministério da Cidadania para combater a epidemia de drogas no Brasil. Segundo ele, o trabalho em conjunto com o Ministério da Saúde e da Justiça e Segurança Pública é fundamental para combater o tráfico e o consumo de drogas no Brasil.

“A repressão ao tráfico é fundamental para diminuir a força do crime organizado e diminuir o uso de entorpecentes. Mas, também, é fundamental termos políticas públicas fortes e estruturadas para a recuperação e reintegração social do dependente químico. Hoje, oferecemos tratamento e recuperação em comunidades terapêuticas, cursos profissionalizantes e todo o apoio necessário para o usuário que quiser mudar de vida”, explicou ele.

O Seminário Internacional de Políticas Públicas para a Cidadania e Cooperação Internacional, realizado pelo Ministério da Cidadania, ocorre até quinta-feira (19). A programação prevê visitas técnicas em um Centro de Referência de Assistência Social (Cras), em uma Estação Cidadania, e a instalações que recebem o Segundo Tempo, programa que atende jovens de 6 a 17 anos, moradores de áreas em situação de vulnerabilidade social e matriculados na rede pública de ensino.

Confira mais notícias sobre o Seminário Internacional de Políticas Públicas para a Cidadania e Cooperação Internacional

Seminário Internacional

O evento tem o objetivo de apresentar a governos estrangeiros, organizações internacionais e entidades do terceiro setor, as principais políticas públicas das áreas de cultura, esporte e desenvolvimento social implementadas no Brasil. Representantes do Paraguai, Uruguai, Argentina, Honduras, Etiópia e Cabo Verde participam do encontro. Os países terão a oportunidade de conhecer, em detalhes, o funcionamento dos programas sociais: Criança Feliz, Progredir, Bolsa Família, Cadastro Único, Estação Cidadania, ações de segurança alimentar, Sistema Único de Assistência Social, entre outros.

Por Henrique Jasper

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412