Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Dia Nacional do Surdo é celebrado na Câmara Legislativa do DF, com participação do Ministério da Cidadania

Notícias

Dia Nacional do Surdo é celebrado na Câmara Legislativa do DF, com participação do Ministério da Cidadania

Durante a Semana da Pessoa com Deficiência, a Pasta participou de vários eventos relacionados ao tema
publicado  em 26/09/2019 20h05
Foto: Clarice de Castro

Brasília - O Ministério da Cidadania celebrou nesta quinta-feira (26), o Dia Nacional do Surdo, em Brasília, na companhia de deficientes auditivos e entidades que atendem este público no Distrito Federal. Eles participaram de uma sessão solene realizada na Câmara Legislativa do DF. A secretária nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, Mariana Neris, participou do evento.

O Sistema Único de Assistência Social (Suas) compõe uma rede voltada para o atendimento a esta população que, segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, é superior a 9,7 milhões de pessoas em todo o País. Desses, cerca de 110 mil moram no Distrito Federal. Entre os 4,6 milhões de brasileiros que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) no Brasil, cerca de 23 mil são identificados como surdos. “Grande parte daqueles que estão no BPC, entre 18 e 45 anos, refere-se a um público potencial para inclusão no mundo do trabalho. Todos precisam de apoio e de oportunidade de capacitação para alcançar uma vida mais independente”, apontou a secretária de Assistência Social.

Mariana Neris ainda ressaltou a necessidade de discutir o tema com as entidades que representam os surdos para aprimorar o atendimento do Estado. “Tivemos a oportunidade de conhecer mais profundamente os desafios que temos ainda para avançar na proteção integral dessas pessoas. Não só as que estão nessa situação de vulnerabilidade social, na pobreza, mas aquelas que têm um grau de autonomia e independência”, disse. Durante a cerimônia, a secretária nacional ganhou uma homenagem pelos serviços prestados a esta comunidade.

Zika vírus
Nos últimos anos no Brasil, foi registrado um número expressivo de crianças que nasceram surdas devido a microcefalia causada pelo Zika vírus. A microcefalia é uma malformação congênita em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada.

Para garantir melhores condições de vida para as crianças e as famílias afetadas pela doença, o governo federal assinou uma medida provisória que instituiu uma pensão especial vitalícia para os nascidos entre 2015 e 2018. No evento, o diretor do Departamento de Benefícios Assistenciais do Ministério da Cidadania, André Veras, ressaltou o empenho do legislativo, que instalou uma Comissão Mista no Congresso Nacional, nesta quarta-feira (25), para avaliar a iniciativa.

“Esta ação é importante para a pessoa com deficiência, em um momento em que se celebra e chama a atenção para a luta deste público por um atendimento de qualidade, porque aumenta a proteção social além dos serviços e programas ofertados pelo Ministério da Cidadania”, destacou o diretor André Veras.

Durante a Semana da Pessoa com Deficiência, o Ministério da Cidadania participou de eventos para discutir o tema. Entre eles, na segunda-feira (24), a secretária nacional de Assistência Social visitou a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais em Pará de Minas (MG).

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412