Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Ceará ganha mais uma Cozinha Comunitária que irá atender famílias de baixa renda

Notícias

Ceará ganha mais uma Cozinha Comunitária que irá atender famílias de baixa renda

INCLUSÃO PRODUTIVA

Diariamente, 200 refeições serão servidas gratuitamente na cidade de Acopiara, no sertão cearense
publicado  em 27/09/2019 18h19
Foto: Ronaldo Caldas

Acopiara/CE - Jaele de Souza, de 19 anos, é mãe de dois meninos, Caleb, de quatro anos, e João Pedro, de um ano. Beneficiária do Bolsa Família, ela recebe 310 reais todos os meses. O dinheiro é usado para comprar comida para os filhos. Mas, a partir de agora, a alimentação da família vai ganhar um reforço. É que o município onde eles moram, Acopiara, no sertão do Ceará, vai contar com uma Cozinha Comunitária. A inauguração foi feita nesta sexta-feira (27). Jaele conta que a unidade vai proporcionar qualidade no prato e economia para a família. “Vai ajudar muita gente que só tem o Bolsa Família, vai servir para fazer outra coisa dentro de casa, comprar uma roupa, uma fruta", afirma a jovem mãe.

A unidade, construída com investimento do Ministério da Cidadania, custou R$ 450 mil. Por dia, serão preparadas 200 refeições, que serão oferecidas gratuitamente a famílias de baixa renda que apresentam insegurança alimentar, quando o acesso e a disponibilidade de alimentos são escassos. A triagem será feita pelos três Centros de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade. Durante a inauguração da unidade, o secretário nacional de Inclusão Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, José Roberto Cavalcante, ressaltou que a Cozinha Comunitária vai levar alimentação saudável às famílias mais pobres do município. “Isso visa dar um aporte facilitador para um povo que tem um poder financeiro pequeno, que são do Cadastro Único ou do Bolsa Família, e que tem dificuldades na compra de um alimento de qualidade".

Os alimentos que irão abastecer a Cozinha Comunitária do município cearense serão adquiridos por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que prevê a compra de alimentos da agricultura familiar e a sua destinação às entidades socioassistencias que atendam pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

O secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará, Francisco de Assis Diniz, afirma que a unidade irá reforçar a cadeia produtiva da região. “Nós vamos completar um ciclo que é da semente à mesa. Da produção à comercialização. Ganha aqueles que receberão um alimento de qualidade. Ganha aqueles que estão produzindo. E esta parceria é fundamental".

O prefeito de Acopiara, Antônio Almeida, demonstrou satisfação em receber a unidade, principalmente depois de um período longo de seca. “Nós estamos passando sete anos de seca consecutivos. É seca atrás de seca, e essa cozinha vem nos ajudar, nos auxiliar a cuidar dessas famílias que mais precisam”, afirma.

Para a nutricionista da Cozinha Comunitária, Ângela de Oliveira, a unidade também servirá como fonte de educação alimentar, nutricional e de estímulo de uma alimentação saudável. "Além do reforço nutricional, a gente vai ter que trabalhar os hábitos alimentares. Tem muita coisa boa no nosso município que muitas vezes não é aproveitada. Muitas famílias trocam, às vezes, uma fruta por um refrigerante. Então, teremos que utilizar este espaço para instruir sobre o que é uma alimentação adequada", destacou.

Em todo o País, mais de 300 Cozinhas Comunitárias foram entregues. Do total, 50 estão no Ceará. A Cozinha Comunitária fornece refeição a pessoas que estão cadastradas pelas unidades da rede de Assistência Social. As refeições são ofertadas de forma gratuita, diferente do Restaurante Popular, que atende ao público geral cobrando um valor pela refeição subsidiada. As cozinhas são direcionadas a municípios que apresentem elevado número de pessoas em situação de miséria ou pobreza.

Mais investimento
Durante a entrega da Cozinha Comunitária de Acopiara, o secretário nacional de Inclusão Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, José Roberto Cavalcante, anunciou o repasse de 26 milhões de reais para a construção de cisternas, entre elas, 796 cisternas para escolas do Ceará. Também será investido R$1,5 milhão para a entrega de sistemas de abastecimento de água na área rural do estado.

Programa Cisternas
No total, mais de 1, 3 milhão de cisternas foram entregues no Nordeste. São unidades que captam a água da chuva e a armazenam para o consumo ou até mesmo para a produção de alimentos e criação de pequenos animais.

Mais informações, acesse: cidadania.gov.br

*Por André Gomes

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412