Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Setembro > Balneário Camboriú (SC) lança programa social que vai atender famílias em situação de vulnerabilidade

Notícias

Balneário Camboriú (SC) lança programa social que vai atender famílias em situação de vulnerabilidade

Social

Bem Estar da Família foi inspirado em programa desenvolvido pelo ministro Osmar Terra quando ele era secretário de Saúde do RS
publicado  em 05/09/2019 20h15
Foto: Ronaldo Caldas

Balneário Camboriú/SC - A secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, esteve em Balneário Camboriú, em Santa Catrina, para o evento de lançamento do Programa Bem Estar da Família. A iniciativa, lançada nesta quinta-feira, será desenvolvida pela prefeitura da cidade. O projeto vai acompanhar e auxiliar, por meio de visitas domiciliares semanais, a situação de famílias em vulnerabilidade social. Os visitadores irão verificar as condições de saúde, educação e acesso a programas sociais oferecidos pelo poder público.

A fase piloto do programa vai atender 200 famílias durante o período de seis meses, e o acompanhamento será realizado por estudantes acadêmicos dos cursos de Assistência Social, Psicologia e Enfermagem, capacitados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-americana de Saúde (OPAS).

Após o primeiro semestre de funcionamento, a prefeitura irá fazer uma reavaliação do programa. Caso os resultados sejam positivos, os atendimentos devem ser estendido para mais famílias.

Ely Harasawa destacou o caráter inovador do programa. Segunda ela, o serviço pode ser um modelo para o resto do País por sua capacidade de atingir de forma direta famílias mais necessitadas.

Balneário Camboriú avançou muito no atendimento à população, além de já ter aderido, desde cedo, à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. A cidade é um exemplo de prestação de serviços da assistência social, e a interlocução da prefeitura com o Ministério da Cidadania garante que ainda teremos muitos avançados em políticas públicas na região”, afirmou.

Segundo a secretária municipal de assistência social de Balneário Camboriú e idealizadora do programa, Cristina Barrichelo, o Bem Estar da Família foi baseado no Primeira Infância Melhor, criado pelo ministro Osmar Terra na época em que foi secretário de Saúde do Rio Grande do Sul. Cristina afirma que o programa trabalha a intersetorialidade para atender às demandas da população de forma rápida e efetiva.

“O programa foi concebido tendo como inspiração o Primeira Infância Melhor. Fizemos uma imersão no programa para aperfeiçoarmos e ampliarmos o atendimento. Aprendemos com o PIM e com o Criança Feliz e, como temos 33% da população formada por idosos, decidimos ampliar o atendimento para essas pessoas”, contou.

No total, oito secretarias de governo vão participar da ação: Desenvolvimento e Inclusão Social, Saúde, Segurança, Educação, Esporte,Cultura, Meio Ambiente e Articulação.

Idosos - Balneário Camboriú é considerada cidade modelo no tratamento e no cuidado à população idosa, um dos grupos atendidos pelo Programa Bem Estar da Família. O município foi um dos primeiros a aderir à Estratégia Brasil amigo da Pessoa Idosa, iniciativa que contempla idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, e reúne ações dos setores governamentais, organismos internacionais e instituições públicas e privadas.

A iniciativa tem como propósito levar qualidade de vida e promover o envelhecimento saudável e ativo a idosos em todo o País. Atualmente, 457 municípios brasileiros já aderiram à iniciativa. O Brasil tem, atualmente, 30 milhões de idosos, sendo que 6 milhões fazem parte do Cadastro Único, instrumento que o governo usa para registrar e identificar as famílias brasileiras de baixa renda.

O diretor do Departamento de Atenção ao Idoso do Ministério da Cidadania, Leonardo Milhomem, esteve no evento de lançamento do Programa Bem Estar da Família e destacou a importância de programa de atenção à população idosa para garantir cidadania e dignidade aos idosos.

“Sabemos que, através do envelhecimento saudável e ativo, com atividades e convivência, podemos retardar os efeitos negativos da idade. Programas como esse e como a Estratégia Brasil amigo da Pessoa Idosa proporcionam para a população oportunidades de um envelhecimento seguro e saudável”, disse.

Ao aderir à estratégia, estados e municípios assumem o compromisso de garantir o direito dos idosos, além de desenvolver ações voltadas a essa população. Organizado em plano que contém cinco fases, o acordo inclui termos como a criação ou fortalecimento dos conselhos municipais dos direitos da pessoa idosa; a capacitação de servidores e o desenvolvimento de plano de ação.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-2649/1505