Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Ministério da Cidadania investirá até R$ 1,3 milhão em projetos de agricultura urbana

Notícias

Ministério da Cidadania investirá até R$ 1,3 milhão em projetos de agricultura urbana

PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA

Edital pode beneficiar órgãos em sete estados para incentivo à produção de alimentos em espaços dentro das cidades; propostas precisam ser enviadas até o dia 3 de novembro
publicado  em 31/10/2019 14h09
Foto: Rafael Zart / Ministério da Cidadania

O Ministério da Cidadania irá destinar até um milhão e trezentos mil reais para projetos em sete estados que incentivem a agricultura urbana. As secretarias estaduais de Alagoas, Amapá, Ceará, Pará e Rio Grande do Sul, além da prefeitura de Brumadinho, em Minas Gerais, e do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural, no Espírito Santo, devem encaminhar as propostas ao ministério até o dia 3 de novembro.

O objetivo do edital é apoiar a produção agroecológica de alimentos nas cidades para atender escolas e órgãos socioassistenciais. O secretário nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, José Roberto Cavalcante, destaca que o edital contribui para que todos tenham acesso à alimentação adequada e saudável. “Precisamos garantir o acesso à água e a alimentos de qualidade, por isso a importância de se ampliar e se fortalecer estratégias para melhorar a situação alimentar e nutricional em todo o Brasil”, afirmou.

Os beneficiados pela política foram escolhidos de acordo com a situação nas localidades, levando em conta a renda, a concentração populacional e o índice de criminalidade, entre outras necessidades específicas.

Nas localidades selecionadas no edital, cerca de 84,4% da população vive nas cidades. Alagoas, Amapá, Ceará e Pará possuem indicadores socioeconômicos abaixo da média nacional. Já o município de Brumadinho (MG) é prioritário pelo desastre ambiental provocado pelo rompimento da barragem no início de 2019.

No Pará, a diretora estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, Maria de Nazaré da Rocha, já trabalha para encaminhar as propostas ao governo federal. Segundo ela, o recurso poderá fortalecer as hortas sociais do programa Territórios pela Paz, desenvolvido em regiões onde há mais violência. “Com o recurso vamos implantar hortas em escolas e beneficiar famílias inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal. Isso vai contribuir para levarmos qualidade de vida à população e aumentar a ação nos territórios”, conclui.

Saiba mais
Os recursos são provenientes da Ação Orçamentária 8458 – Apoio à Agricultura Urbana, que possui o objetivo de estimular a produção agroecológica de alimentos nas cidades, aproveitando áreas ociosas urbanas e periurbanas.

Por meio do Programa Nacional de Agricultura Urbana e Periurbana, a Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva Rural (Seisp) do Ministério da Cidadania fomenta ações em áreas urbanas de estados e municípios, visto que 84,4% da população brasileira reside nessas áreas – a concentração humana exige ações que levem em conta os aspectos peculiares das localidades.

*Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412