Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Ministério da Cidadania apresenta programas sociais para novo plano de governo da Venezuela

Notícias

Ministério da Cidadania apresenta programas sociais para novo plano de governo da Venezuela

PARCERIA

Comitiva estrangeira que representa o governo do presidente autoproclamado Juan Guaidó demonstrou interesse em programas como o Bolsa Família, fundamentais no apoio à população mais vulnerável
publicado  em 23/10/2019 18h03
Foto: Clarice Castro

Brasília/DF - O ministro da Cidadania em exercício, Lelo Coimbra, recebeu, nesta quarta-feira (23), representantes do governo venezuelano para discutir iniciativas e programas sociais. A embaixadora da Venezuela, Maria Teresa Belandria, e o presidente da Confederação Nacional de Associações de Produtores Agropecuários daquele País, Aquiles González, vieram com o objetivo de captar experiências de sucesso para compor o plano de governo do presidente autoproclamado Juan Guaidó. A reunião foi articulada pelo Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Entre os temas que mais chamaram a atenção das autoridades venezuelanas, estão o Programa Bolsa Família e as ações voltadas para as famílias do campo. O ministro em exercício, Lelo Coimbra, colocou a pasta à disposição no apoio à reestruturação do País.

“Esta é uma marca do Ministério da Cidadania. O Bolsa Família é um dos programas mais bem elaborados e respeitados que o Brasil tem frente à comunidade internacional. Além da aposentadoria rural, que é uma transferência de renda importante”, explicou. “Temos muito a contribuir na restauração da cidadania, na busca de proteção daqueles que estarão vulneráveis na mudança de governo e essa troca de experiência é fundamental”, completou o ministro em exercício.

Segundo a embaixadora Maria Teresa Belandria, a visita e a troca de experiências darão muitos resultados para o País vizinho e apoiarão nos planos que o governo tem para a Venezuela. “O Ministério tem a experiência para ajudar e apoiar com os seus planos sociais para a Venezuela. A visita é muito importante para nós”, ressaltou.

O presidente da presidente da Confederação Nacional de Associações de Produtores Agropecuários da Venezuela, Aquiles González, apontou que os pequenos produtores são fundamentais para a reconstrução do País e, por isso, o interesse na política brasileira. “A assistência técnica e a orientação aos pequenos produtores é uma parte importante da recuperação nacional de alimentos”, avaliou.

Diariamente, cerca de 500 venezuelanos cruzam a fronteira com o Brasil. Na reunião com os representantes do País vizinho, Lelo Coimbra reforçou o empenho do governo brasileiro em acolher os refugiados venezuelanos, por meio da Operação Acolhida. A medida já encaminhou voluntariamente cerca de 14 mil refugiados para diversos municípios do País, com o objetivo de terem melhores condições de vida. De acordo com a Polícia Federal, cerca de 200 mil venezuelanos vivem em território nacional, o que torna o Brasil o 5º País que mais recebe venezuelanos em todo o mundo.

Por André Luiz Gomes

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412