Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Ministério da Cidadania apresenta políticas para pessoas idosas no Congresso Nacional

Notícias

Ministério da Cidadania apresenta políticas para pessoas idosas no Congresso Nacional

DESENVOLVIMENTO HUMANO

Secretária Nacional de Assistência Social destacou a importância de um somatório de esforços e ações transversais para qualificar o atendimento ao idoso
publicado  em 23/10/2019 18h52
Foto: Clara Angeleas

Brasília/DF - As políticas desenvolvidas pelo Ministério da Cidadania com foco na população da terceira idade foram apresentadas durante o Seminário Internacional sobre Sistemas de Cuidados para Pessoas Idosas, realizado nessa terça-feira (22) na Câmara dos Deputados, em Brasília. Organizado pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cidoso), o evento abordou a necessidade de políticas públicas de cuidado ao idoso, além de ter despertado a atenção para o tema. A secretária Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, Mariana Neris, apresentou as ações e destacou a importância de um somatório de esforços e ações transversais para qualificar o atendimento ao idoso.

“Precisamos discutir, com todos os atores envolvidos, ações transversais voltadas ao envelhecimento ativo e saudável. Mas nós sabemos que nem todos vão envelhecer de forma ativa e saudável. O número de idosos tende a aumentar, seja pela longevidade, seja pelo crescimento demográfico, ou por uma série de outros indicadores. Temos de pensar naqueles que vão envelhecer não de forma ativa e saudável, mas de uma forma dependente. E que precisa de um terceiro para exercer o cuidado. Seja a família, seja o Estado, seja a comunidade, seja um outro ator”, destacou Mariana.

A Secretaria Especial do Desenvolvimento Social (SEDS) do Ministério da Cidadania tem um conjunto de iniciativas voltadas à terceira idade, que inclui o Programa Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, com o objetivo de proporcionar meios para convivência das pessoas idosas a fim de evitar o isolamento social. Também estão disponíveis serviços, programas, projetos e benefícios. O mais conhecido é o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que autoriza o valor de um salário mínimo à pessoa idosa que não tenha meios de prover a sua subsistência.

Exemplos de serviços da SEDS são os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que atendem situações de risco e violência, e os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, com mais de 13 mil unidades em todo o Brasil.

O seminário trabalhou três eixos temáticos: a perspectiva e desafios para criação e implementação de um sistema de cuidados para a pessoa idosa no Brasil; experiências internacionais exitosas na criação e implementação de políticas de cuidado e iniciativas governamentais e legislativas para a criação de um sistema de cuidados.

Ministério da Cidadania apresenta políticas para pessoas idosas no Congresso Nacional (22/10/2019)

Também participaram da mesa de discussão a coordenadora-geral de Educação Infantil do Ministério da Educação, Raquel Tavares, o secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Antonio Costa, o diretor do Departamento de Ações Pragmáticas Estratégicas da Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Maximiliano Marques, a deputada Federal Flávia Morais, integrante da Cidoso, a promotora do Direito do Idoso do Ministério Público do Paraná, Rosana Bervervanço, e a consultora Legislativa da Câmara dos Deputados Symone Bonfim.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412