Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Marinha comprará R$ 1,8 milhão da agricultura familiar no Rio Grande do Sul

Notícias

Marinha comprará R$ 1,8 milhão da agricultura familiar no Rio Grande do Sul

PAA

Com a compra institucional coordenada pelo Ministério da Cidadania, a Marinha do Brasil vai assegurar a alimentação saudável de dois mil militares da região
publicado  em 30/10/2019 12h20
Foto: Ronaldo Caldas/Ministério da Cidadania

A Marinha do Brasil vai comprar mais de R$ 1,8 milhão em produtos da agricultura familiar para unidades militares no Rio Grande do Sul. As aquisições serão feitas pela modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pelo Ministério da Cidadania.Com chamada pública aberta até o dia 13 de novembro, o Centro de Intendência da Marinha do Brasil, no município do Rio Grande (RS), prevê a compra de 136 itens, entre eles, frutas, legumes e carnes. O valor total da compra chega a R$ 1.842.007,73.

A Cooperativa Sul Ecológica de Agricultores Familiares, no sul gaúcho, possui 104 agricultores associados nas cidades de Pelotas, Canguçu, São Lourenço do Sul, Morro Redondo, Arroio do Padre, Morrinhos do Sul e Piratini. Segundo a gerente comercial, Priscila Duarte, as chamadas do PAA possibilitam preços justos e regularidade na entrega dos produtos.

"É um mercado certo para os agricultores. Já temos um preço definido, tu consegues uma segurança de preço durante um período, que é o período vigente da chamada e isso dá uma segurança de produção aos agricultores. Ainda mais a gente que trabalha com produto orgânico. Alguns itens da chamada já são especificados como orgânicos. E isso é muito importante”, destaca Duarte.

O diretor do Departamento de Compras Públicas para Inclusão Social e Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, Iberê Mesquita, explica que um dos grandes benefícios do PAA é inserir e garantir a permanência dos agricultores familiares no mercado.

“No momento que o Exército, a Marinha, as Forças Armadas, e outras instituições públicas iniciam esse processo de compra de produtos da agricultura familiar, o produtor pode se organizar para fazer um fornecimento diário a estas instituições. Se o produtor não vender, não tiver organizado para fornecer a estas instituições, essas instituições vão comprar de indústrias, de fábricas maiores, muitas vezes, inclusive, até fora do estado”, analisa Mesquita.

Com a compra institucional, a Marinha do Brasil vai assegurar a alimentação saudável de dois mil militares de 16 unidades da região, como destaca o diretor do Centro de Intendência da Marinha no município, Capitão de Fragata Intendente de Marinha Sérgio Vieira Pires da Silva.

“O que verificamos, de fato, é que os gêneros adquiridos diretamente junto ao agricultor possuem uma qualidade muito superior ao obtido no mercado, resultando em uma alimentação mais balanceada para o nosso pessoal. Essas trezentas toneladas de gêneros visam atender as necessidades de rancho de 16 unidades da Marinha localizadas aqui na área de Rio Grande, o que representa o total de dois mil militares”.

Para saber mais sobre as chamadas públicas abertas do PAA em todo o Brasil, acesse comprasagriculturafamiliar.gov.br.

*Por Karoline Avila

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412