Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Grupo hospitalar vai investir R$ 350 mil na agricultura familiar em Porto Alegre (RS)

Notícias

Grupo hospitalar vai investir R$ 350 mil na agricultura familiar em Porto Alegre (RS)

PAA

Alimentos serão utilizados na preparação de refeições diárias para mais de 65 mil pessoas. Investimento é possibilitado pelo Programa de Aquisição de Alimentos, do Ministério da Cidadania
publicado  em 16/10/2019 17h52
Foto: Divulgação

Brasília/DF - Por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), desenvolvido pelo Ministério da Cidadania, o Grupo Hospitalar Conceição irá investir R$350.767,25 na compra de alimentos da agricultura familiar em Porto Alegre (RS). A chamada pública fica aberta até o dia 25/10, às 16h. Os itens serão utilizados no preparo das mais de 2,3 mil refeições preparadas diariamente e servidas para 65 mil pessoas, entre funcionários, pacientes e familiares.

O diretor administrativo e financeiro do Grupo Hospitalar Conceição, Cláudio Oliveira, afirma que a entidade já realizou quatro chamadas públicas na modalidade Compra Institucional, investindo mais de R$ 4 milhões. O grupo forma a maior rede pública de hospitais do Sul do País, atendendo pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para Oliveira, a rede só tem a ganhar com a qualidade dos produtos entregues pela agricultura familiar, que ainda traz o bom preço dos produtos como um diferencial. “O valor, quando comparado ao de grandes distribuidoras, é muito bom. Se não bastasse isso, a qualidade do produto que chega à nossa cozinha é realmente diferenciado”, elogia.

Os gêneros alimentícios solicitados na chamada pública são queijos e iogurtes. Segundo o diretor do Departamento de Compras Públicas para Inclusão Social e Produtiva Rural do Ministério da Cidadania, Iberê Orsi, o edital oferece oportunidade para o produtor rural agregar valor ao seu produto. “Hoje, o preço do leite é de cerca de R$1,10, no máximo. Já o valor do iogurte chega a ser três vezes isso. Dessa forma, a industrialização do produto in natura agrega muito valor, e quem sai ganhando é o produtor”, afirma.

Na modalidade Compra Institucional do PAA, o agricultor pode vender até 20 mil reais, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de 6 milhões por ano. Para acompanhar esta e outras chamadas públicas abertas em todo o País, basta acessar o portal do Programa de Aquisição de Alimentos.

Por Henrique Jasper

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412