Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Outubro > Exército vai comprar R$ 3,4 milhões de agricultores familiares no Rio de Janeiro

Notícias

Exército vai comprar R$ 3,4 milhões de agricultores familiares no Rio de Janeiro

AGRICULTURA FAMILIAR

Aquisição será feita por meio da modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos. Edital segue aberto até 14 de outubro
publicado  em 08/10/2019 18h55
Foto: Rafael Zart

Brasília/DF - O Grupamento de Apoio do Rio de Janeiro, do Exército Brasileiro, está com chamada pública aberta para a compra de R$ 3,4 milhões em produtos da agricultura familiar, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na modalidade Compra Institucional. O edital segue aberto para propostas até às 9 horas da próxima segunda-feira, 14 de outubro.

No total, a chamada pública solicita 25 itens, incluindo carne bovina, frango, arroz, feijão, café e verduras. A coordenadora substituta de Aquisição e Distribuição de Alimentos da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Social e Produtivo Rural do Ministério da Cidadania, Viviane Albuquerque, destaca que os órgãos federais do Rio de Janeiro concentram a maior demanda de alimentos do Brasil. “Por ser a unidade federativa com maior concentração de militares do país, o Rio de Janeiro é quem mais demanda por meio da modalidade Compra Institucional do PAA”, informa.

Segundo Viviane, a alta demanda e a variedade de itens solicitados no edital garantem oportunidade de venda para produtores de diferentes gêneros alimentícios. “Este edital está bem diversificado. Ele pede hortaliças, hortifrúti, leite em pó e vários outros itens, o que favorece uma grande variedade de fornecedores”, comenta.

Saiba mais
A Compra Institucional do PAA é uma das medidas do governo federal para incentivar a agricultura familiar e promover a segurança alimentar e nutricional. Por meio dessa modalidade, cada agricultor pode vender até R$ 20 mil por ano por órgão comprador. Já as cooperativas ou associações têm teto de R$ 6 milhões por ano para cada órgão, respeitando o limite máximo de cada agricultor individual.
Mais informações no site

Por Henrique Jasper

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412