Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Novembro > Ministério da Cidadania lança nova etapa da campanha de prevenção às drogas

Notícias

Ministério da Cidadania lança nova etapa da campanha de prevenção às drogas

Combate às Drogas

Primeira ação de conscientização foi realizada em escola na região metropolitana de Brasília
publicado  em 05/11/2019 18h51
Foto: Clarice Castro

Brasília/DF - O Ministério da Cidadania iniciou, nesta terça-feira (5), as ações de conscientização da segunda etapa da campanha de prevenção ao uso de drogas, com uma ação no Centro Educacional número 1 do Paranoá, região de alta vulnerabilidade do Distrito Federal. Uma caixa transparente foi instalada no pátio da escola. Dentro, um ator simulou um dependente químico preso às drogas, ao lado da frase “você nunca será livre se escolher usar drogas”, que é tema da campanha.

A performance chamou atenção de alunos do Ensino Médio que passavam pelo local. Isac Alves do Carmo, de 15 anos, se surpreendeu com a interpretação do ator. Para ele, a dramatização foi emocionante. “Eu fiquei tocado ao ver o ator lá dentro. Acho que ele preso dentro da caixa representa a dificuldade de sair do mundo das drogas. Esse assunto é importante, porque todo mundo tem um amigo ou conhecido que usa droga e não consegue sair”, avalia.

A campanha tem como alvo jovens entre 14 e 18 anos de comunidades carentes e busca alertar sobre as consequências para quem experimenta qualquer tipo de droga, mostrando aos jovens os possíveis prejuízos causados ao desenvolvimento, a perda de liberdade causada pelo vício e o risco de morte.

Durante palestra realizada para alunos da escola brasiliense, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, apresentou evidências científicas que suportam as políticas públicas da Pasta. Segundo ele, é preciso educar para prevenir. “Nós estamos apostando na informação. É preciso levar aos jovens as informações corretas e combater a mentira que droga não faz mal”, explicou. Segundo Terra, é preciso evitar que os jovens virem escravos das drogas. “Muitos deles escolhem usar entorpecentes e acabam virando escravos das drogas. Por isso estamos trabalhando para informar a população sobre os perigos dessa decisão”, frisou.

A escola é uma das nove instituições de ensino militarizadas no Distrito Federal. O diretor disciplinar da escola, 1º tenente Souza Matos, vê com bons olhos a campanha desenvolvida pelo governo federal. Para ele, é preciso influenciar positivamente os jovens para mantê-los longe das drogas. “Acho a campanha bastante oportuna. Temos muitos jovens em formação, que podem ser influenciados para o bem. Precisamos levar conhecimento para que façam a escolha certa”, destacou.

Objetivos

A primeira fase da campanha, lançada em junho de 2019, atingiu, apenas na internet, 16,7 milhões de pessoas. Foram realizadas também ações de comunicação com a participação de atletas de 104 equipes masculinas e femininas do esporte brasileiro. Segundo o secretário de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred), Quirino Cordeiro Jr., o intuito da segunda fase da campanha é levar informação para um número ainda maior de jovens, por meio de ações em escolas e outros locais. “A primeira etapa foi extremamente exitosa. Alcançamos milhões de pessoas. Agora, damos início a segunda etapa da campanha, centrando nossos esforços em jovens que estão vulneráveis às drogas, trabalhando em escolas, shoppings e outros locais estratégicos”, explica.

Ministério da Cidadania lança nova etapa da campanha de prevenção às drogas (5/11/2019)

Senapred

Além da campanha, o Ministério da Cidadania desempenha uma série de políticas públicas voltadas à prevenção às drogas e à reinserção social de dependentes químicos em tratamento. Em 2019, a pasta quadruplicou o número de vagas para internações voluntárias, involuntárias e compulsória em comunidades terapêuticas, chegando a 11 mil vagas em 494 entidades em todo o Brasil. A meta, segundo Cordeiro, é chegar a 20 mil até 2020.

Por Henrique Jasper

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa