Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Novembro > Conselho do Pátria Voluntária discute ações de avanço para o programa

Notícias

Conselho do Pátria Voluntária discute ações de avanço para o programa

PROGRAMA

Projeto Abrace Marajó, Semana do Voluntariado e Planejamento de Governança foram alguns temas abordados em reunião entre conselheiros
publicado  em 07/11/2019 20h16
Foto: Clara Angeleas

Brasília/DF – A proteção de crianças e mulheres em vulnerabilidade, a Câmara Técnica de Contraturno Escolar e a articulação de atividades voluntárias estiveram em debate na reunião do Conselho do Programa Pátria Voluntária, presidido pela primeira-dama Michelle Bolsonaro. Os ministros da Cidadania, Osmar Terra, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, participaram do encontro, realizado nesta quinta-feira (7), com participação de outros conselheiros.

“Precisamos continuar trabalhando com as sugestões trazidas pelos conselheiros, cada um com sua expertise, e ir em busca de novas alternativas. Devemos evoluir nosso programa de maneira sistêmica”, enfatizou o ministro Osmar Terra, em diálogo sobre formas de disseminar o voluntariado e a metodologia para as ações sociais. O Programa Pátria Voluntária é coordenado pelo Ministério da Cidadania.

Durante a reunião, a ministra da Damares Alves falou sobre o projeto Abrace Marajó. A iniciativa visa proteger da violência e de outras formas de abuso a população que vive em situação de vulnerabilidade na ilha, localizada no Pará. Após apresentação de vídeo do projeto, ela pontuou: “Sugerimos que o Pátria Voluntária conduza os trabalhos, capacite os voluntários. Temos muito o que estruturar lá, como hospitais e escolas”.

A Ilha do Marajó possui 16 municípios. A vice-presidente do Conselho do Pátria Voluntária, Tatiana Alvarenga, explicou que já está trabalhando na articulação de redes e parcerias pela comunidade marajoara. “O foco da nossa proposta é proteger crianças, adolescentes e mulheres”.

O ministro Osmar Terra também destacou a ação lançada em junho deste ano, a Aliança por Brumadinho, trabalho conduzido pelo Ministério da Cidadania em parceria com instituições governamentais e não governamentais, como empresas. “Com o auxílio dos nossos colaboradores, conseguiremos reerguer Brumadinho (MG), econômica, emocional e psicologicamente”, pontuou Terra, lembrando do rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em 25 de janeiro, que provocou 270 mortes.

A atriz Regina Duarte, membro do Conselho, também participou da reunião. Segundo ela, este é o momento de agir para mudar e melhorar a vida dos brasileiros. “Precisamos dar atenção ao que acontece no nosso País, principalmente com as nossas crianças”, pontuou.

Reforço

A secretária-executiva do Conselho do Programa Pátria Voluntária, Adriana Ramos, atentou para a articulação de atividades alusivas à Semana do Voluntariado, celebrada em dezembro. “Pretendemos fortalecer o programa com diversas ações para divulgar o voluntariado e sua importância a toda a sociedade”, declarou.

Na reunião do Conselho também foi apresentada a Câmara Técnica de Contraturno Escolar – Projeto Sinais, de caráter inclusivo a pessoas com deficiência auditiva. A iniciativa integrada engloba diferentes ministérios e órgãos do governo federal.

Programa Pátria Voluntária

O Decreto nº 9.906/2019 conceitua voluntariado como: “A iniciativa não remunerada de pessoas físicas, isolada ou conjuntamente, prestada à pessoa física, a órgão ou à entidade da administração pública ou entidade privada sem fins lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência à pessoa, que vise ao benefício e à transformação da sociedade por meio de ações cívicas, de desenvolvimento sustentável, culturais, educacionais, científicas, recreativas, ambientais, de assistência à pessoa ou de promoção e defesa dos direitos humanos e dos animais.” (Art.2º do Decreto 9.906/2019)

Conselho do Pátria Voluntária discute ações de avanço para o programa (7/11/2019)

Conselheiros do Programa Pátria Voluntária

Michelle Bolsonaro - Presidente do Conselho Pátria Voluntária
Tatiana Alvarenga - Vice-presidente do Conselho Pátria Voluntária
Adriana Ramos - Secretária-Executiva do Conselho Pátria Voluntária

Osmar Terra - Ministro da Cidadania
Damares Alves - Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos
Fernando Azevedo e Silva - Ministro da Defesa
Marcos Cesar Pontes - Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
Ricardo Salles - Ministrio do Meio Ambiente
Paulo Guedes - Ministro da Economia
Luiz Eduardo Ramos - Secretaria de Governo
Onyx Dornelles Lorenzoni - Ministro-Chefe da Casa Civil
Sérgio Moro - Ministro da Justiça e Segurança Pública
Abraham Weintraub - Ministro da Educação
Luiz Henrique Mandetta - Ministro da Saúde
Wagner Rosário - Controladoria-Geral da União (CGU)

Fábio Silva - Plataforma Transforma Brasil
Miguel Tortorelli - Amor Exigente
Elizabeth Guedes - Associação Nacional das Universidades Particulares
Maria Elena Johannpeter - Parceiros Voluntários
Rosângela Moro
Regina Duarte - Artista
James José Marins de Souza - Instituto Legado
Raul Cutait - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)
Ricardo Paes Barros - Instituto Ayrton Senna
Israel Aron Zylberman - Instituto Cyrela
Lars Grael

Por Renata Garcia

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa