Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Novembro > Comitiva chinesa acompanha visitas do programa Criança Feliz, do governo federal

Notícias

Comitiva chinesa acompanha visitas do programa Criança Feliz, do governo federal

PRIMEIRA INFÂNCIA

Grupo esteve em Valparaíso e Águas Lindas para conhecer na prática as visitas domiciliares do programa brasileiro, considerado o maior do mundo para o desenvolvimento infantil
publicado  em 13/11/2019 17h49
Foto: Rafael Zart

Valparaíso de Goiás/GO - Ver a execução do maior programa para o desenvolvimento infantil do mundo. Este foi o objetivo da comitiva formada por 25 membros do governo chinês que acompanhou, nesta quarta-feira (13), o trabalho realizado pelo Brasil com o Criança Feliz. O grupo pôde conhecer na prática o funcionamento das visitas domiciliares do programa nos municípios de Valparaíso de Goiás e Águas Lindas de Goiás.

A secretária nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, explica que a programação é parte de uma parceria para compartilhar conhecimentos sobre programas e políticas voltadas à primeira infância. “Eles tiveram a oportunidade de conversar com as famílias e com os profissionais envolvidos. O acordo de cooperação técnica é importante para os dois países porque podemos aprender um com o outro”, enfatizou.

Líder da comitiva chinesa, o secretário-geral da Fundação de Pesquisa para o Desenvolvimento da China, Fang Jin, disse que pretende levar o aprendizado com a experiência do Criança Feliz para o país. Segundo ele, o que mais chamou a atenção foi a abrangência e o papel dos visitadores do programa para levar orientações às famílias de baixa renda. “Estamos com um programa similar na China em fase experimental, e esperamos que seja tão bem sucedido quanto o programa brasileiro”, ressaltou.

A comitiva também foi recebida pelo prefeito de Valparaíso, Pábio Mossoró. Ele afirma que o programa do governo federal executado pelo município ajuda a transformar a realidade de muitas famílias. “Estamos vendo a importância do programa e é uma honra poder compartilhar nossa experiência com os chineses”, afirmou.

Guiado pelo secretário de Infraestrutura Cultural da Secretaria Especial da Cultura, Paulo Nakamura, o grupo também acompanhou o trabalho realizado em uma Estação Cidadania. O espaço oferece à comunidade local ações relacionadas à cultura, assistência social e esporte - as estações são instaladas em regiões de alta vulnerabilidade econômica e social.

Resultados

O Criança Feliz promove o acompanhamento semanal de crianças e gestantes. Em Valparaíso, a supervisora do Criança Feliz no município, Elisa Lopes, disse que o importante foi mostrar aos chineses os bons resultados alcançados com os estímulos e o fortalecimento de vínculos nas famílias. “Nós estamos tendo ótimos resultados com este trabalho, que é muito gratificante”, disse.

Uma das crianças acompanhadas pelo programa é Victor Hugo, de 1 ano e 8 meses. A mãe, Mauridia da Silva, afirma que o bebê se desenvolve mais rápido do que as irmãs que não tiveram o acompanhamento do programa. Ela conta que, a partir das visitações promovidas pelo Criança Feliz, aprendeu a fazer brinquedos caseiros para que o menino evolua mais rápido. “Desde o início eu achei muito bom. Eu vejo ele crescendo com as coisas que ela diz que são boas para ele e com as coisas que eu monto com material reciclável, então ele está se desenvolvendo muito bem”, concluiu.

Comitiva chinesa acompanha visitas do programa Criança Feliz, do governo federal (13/11/2019)

Saiba mais
Coordenado pelo Ministério da Cidadania por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, o Criança Feliz promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. O Criança Feliz está presente em 2.787 municípios brasileiros e já atendeu mais de 817 mil crianças e gestantes.
Ao todo, mais de 23 milhões de visitas domiciliares foram realizadas. Nos encontros, os profissionais capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até três anos inseridas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa