Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Março > Gestores do Piauí e da Paraíba relatam experiência positiva com o Criança Feliz

Notícias

Gestores do Piauí e da Paraíba relatam experiência positiva com o Criança Feliz

GESTÃO

Painel destacou impactos do programa à população; secretárias do Ministério da Cidadania falaram sobre ações integradas ao Criança Feliz
publicado  em 12/03/2019 20h15

Brasília/DF – As mudanças que o Criança Feliz estão promovendo no Estado do Piauí e no município de Campina Grande (PB) foram destaque em painel do Seminário Internacional da Primeira Infância – O melhor investimento para desenvolver uma nação. As secretárias nacionais do Ministério da Cidadania Ely Harasawa e Heloiza de Almeida Egas também participaram do painel, moderado pelo secretário Especial de Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra.

O governador do Piauí, José Wellington de Araújo Dias, abriu as discussões afirmando que o Criança Feliz está contribuindo para aumentar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado ao investir na primeira infância. Dias apresentou relatos de famílias que recebem as visitas do programa e disse que a maioria das crianças passou a responder melhor às interações. “A vantagem desse sistema é que ele contribui com o que queremos alcançar. Queremos um país onde a gente não perca ninguém a partir dos primeiros momentos de vida e na gestação. O Criança Feliz faz despertar o Brasil”, afirmou.

O prefeito de Campina Grande (PB), Romero Rodrigues Veiga, falou sobre a implementação do Centro-Dia na cidade, em 2017, realizada para acompanhamento exclusivo das famílias com crianças vítimas do Zika Vírus. No mesmo ano, o município aderiu ao Criança Feliz e estas crianças passaram a ser atendidas pelo programa. “Em menos de dois anos celebramos conquistas que vão além dos números. Ações integradas de saúde, educação e assistência social promovidas pelo programa asseguram cidadania plena aos bebês especiais e suas famílias”, comemorou.

Leia mais notícias sobre o Seminário Internacional da Primeira Infância

Durante o debate, a secretária Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, Heloíza de Almeida Egas, apresentou a estrutura e os níveis de atendimento da rede do Sistema Único de Assistência Social (Suas): proteção social básica, de média e de alta complexidade. Heloiza reforçou que a efetividade das políticas socioassistenciais depende também das condições e do contexto de cada família atendida. “Conhecer o território e as circunstâncias que essas famílias enfrentam é fundamental para mudarmos essa realidade”, pontuou.

A secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, apresentou os resultados mais recentes do Criança Feliz. “O programa possui alguns alicerces: a integração das políticas públicas nos municípios, as visitas domiciliares e os Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Assim conseguimos promover o desenvolvimento infantil integral”. A secretária também celebrou a ampliação do atendimento do programa, que agora poderá chegar às crianças inscritas no Cadastro Único.

No encerramento, o secretário Especial de Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, moderador do painel, ressaltou a importância da continuidade e ampliação do programa. “O Criança Feliz é muito importante, pois apoia as famílias mais vulneráveis, e contribui para que essas pessoas possam planejar um futuro melhor aos seus filhos”.

Criança Feliz - O Ministério da Cidadania coordena o Criança Feliz por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. O programa integra ações nas áreas da saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Nas visitas semanais, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As gestantes também recebem atendimento.

Até o momento, o programa está presente em 2.622 municípios brasileiros e já atendeu mais de 519 mil crianças e gestantes. No total, mais de 12,1 milhões de visitas domiciliares foram realizadas por cerca de 16 mil profissionais capacitados para orientar as famílias a impulsionar o desenvolvimento cognitivo, motor, socioafetivo e da linguagem das crianças.

CRIANÇA FELIZ EM NÚMEROS

- 5.570 municípios aderiram ao programa

- 451.930 crianças atendidas

- 83.699 gestantes acompanhadas

- 12 milhões de visitas domiciliares

- 20.410 profissionais atuando

- 16.887 visitadores

- 3.523 supervisores

Seminário Internacional da Primeira Infância– 12 e 13 /03/2019

Seminário Internacional da Primeira Infância
O Seminário Internacional da Primeira Infância – O Melhor Investimento para Desenvolver uma Nação é promovido pelo Ministério da Cidadania e acontece nestas terça (12) e quarta-feira (13), em Brasília. O evento reúne especialistas internacionais e brasileiros no tema primeira infância para avaliar as políticas públicas e provocar reflexões que qualifiquem e ampliem o atendimento a essa faixa etária no país.

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa