Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Junho > Seleção brasileira de futsal vence Gran Prix feminino e torcida dá show na arquibancada

Notícias

Seleção brasileira de futsal vence Gran Prix feminino e torcida dá show na arquibancada

CAMPANHA

Seleção de Futsal Feminino fez questão de apoiar a Campanha “Todos na torcida por um Brasil livre das drogas"
publicado  em 03/06/2019 19h58
Foto: Ricardo Artifon/CBFS

Foi em clima de muita alegria e civilidade que a torcida de Xanxerê-SC lotou, no domingo (02.06), as arquibancadas da recém-reformada Arena Ivo Sguissardi, para assistir à decisão do 1º Grand Prix de Futsal Feminino, entre Brasil e Argentina. Com destaque para a ala Amandinha, que marcou três gols, a seleção hexa campeã mundial venceu a arquirrival Argentina pelo placar de 11 x 0, em um jogo memorável. Além do grande público presente, a atração também ficou em primeiro lugar de audiência nas operadoras de tevê a cabo, segundo informações do canal Sportv. 

A seleção de Futsal Feminino fez questão de apoiar a Campanha “Todos na torcida por um Brasil livre das drogas", ação de conscientização sobre o uso de entorpecentes do Ministério da Cidadania, organizada pela Secretaria Nacional de Combate e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania (SENAPRED). Antes do início de cada partida, as jogadoras brasileiras posavam com a faixa da campanha em um gesto de apoio à esta importante iniciativa.

"Fiquei muito feliz com a vitória e a superioridade técnica da seleção, mas ver o comparecimento massivo ao ginásio e saber da expressiva audiência que a partida alcançou pela televisão foi muito importante para nós. E é isso que precisamos incentivar nas demais categorias do futebol: ver as crianças e famílias cada vez mais envolvidas com o futebol nacional, e em um clima de paz e alegria", comentou o Secretário Nacional de Futebol da Secretaria Especial do Esporte, Ronaldo Lima.

Representante do Secretário Especial do Esporte, Décio Brasil, coube ao secretário Ronaldo Lima entregar o troféu de equipe campeã para a capitã Diana e os prêmios de goleiras menos vazadas para as brasileiras Flavi e Regiane, destaques do evento por terem sofrido apenas 1 gol durante toda a competição. De forma invicta, o título brasileiro foi conquistado com 100% de aproveitamento. Na primeira fase, o Brasil venceu o Paraguai (7 x 1), a mesma Argentina (3 x 0) e o Chile (10 x 0).

“Acreditamos que a prática de esportes é um importante instrumento de inclusão social e cidadania, por isso vamos incentivar cada vez mais crianças e adolescentes a participar de nossos projetos sociais, em especial àqueles voltados ao futebol. É uma forma muito mais eficiente, econômica, educativa e saudável de livra-los do consumo de drogas”, afirmou Rogerio Gedeon, coordenador de Futebol da SNFDT que também esteve presente ao evento.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial do Esporte
Ministério da Cidadania