Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Junho > Papel da família é destaque em Seminário de Prevenção, Conscientização e Combate às Drogas

Notícias

Papel da família é destaque em Seminário de Prevenção, Conscientização e Combate às Drogas

EM BRASÍLIA

Painel tratou da influência dos familiares na recuperação de dependentes químicos e na prevenção às drogas
publicado  em 10/06/2019 20h55

Brasília – O papel da família no tratamento da dependência química foi tema de painel durante o Seminário Intersetorial de Prevenção, Conscientização e Combate às Drogas, promovido pelo Ministério da Cidadania nesta segunda-feira (10), em Brasília. Mediado pelo presidente da Cruz Azul, Rolf Hartmann, contou com palestras do diretor de Desafios Sociais do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Marcel Edvar Simões, e do presidente da Federação do Amor Exigente, Miguel Tortorelli. A programação do seminário segue até esta terça-feira (11).

Diretor de Desafios Sociais da Secretaria Nacional de Família do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Simões defende que que se mude o padrão, o ambiente e a dinâmica do vínculo familiar quando o dependente finaliza o tratamento e retorna para casa – uma vez que está voltando ao ponto em que o vício de instalou. “A família é o primeiro lugar onde o problema deve ser identificado e o primeiro onde precisa ser enfrentado. A família não vinha recebendo a atenção que merece como instituição de base para esse enfrentamento. Nesse sentido, a secretaria está se articulando para trabalhar em rede”, declarou.

Com trabalho de acolhimento e troca de experiências, a Federação de Amor Exigente atende mais de cem mil famílias por mês, conforme estima o presidente Miguel Tortorelli. “Nós não temos achismos, temos experiência de vida, e essa é uma troca que dá certo. Levamos esperança e oferecemos acolhimento, pois não existe recuperação sem a participação da família”, enfatizou.

Tortorelli destacou ainda o trabalho focado, desde a infância, na prevenção às drogas. Pela iniciativa Amor-Exigentinho, a federação promove ações educativas com base na informação, na arte, no lúdico e na literatura infantil, a fim de incentivar a construção da autonomia e de escolhas saudáveis. “A participação da família é fundamental na recuperação e no tratamento, mas principalmente na prevenção”, pontuou o presidente da Amor Exigente.

Presidente da Cruz Azul – que trabalha oferecendo orientação e apoio a dependentes, familiares e outras pessoas afetadas pelas drogas –, Rolf Hartmann apontou que questões simples, como a refeição em família, podem atuar na prevenção ao uso de entorpecentes. De acordo com ele, a família é responsável pela proteção e pelo cuidado com o indivíduo. “É importante fazer refeições com a família, principalmente à noite, pois é o momento em que a criança relata as experiências do dia. Os pais devem estar junto com ela para ouvir, dar atenção e interagir”, ressaltou. A fala do mediador encerrou o painel O papel da família no tratamento da dependência química.

Leia mais notícias sobre o Seminário Intersetorial de Políticas Sobre Drogas

Governo federal e estados discutem ações de prevenção ao uso de drogas

 

Serviço:
Seminário Intersetorial de prevenção, conscientização e combate às drogas
Data: 10 e 11/06/2019
Local: Escola Nacional de Administração Pública (Enap) - Campus Jardim - Rodovia DF 001 - Km 27,4 - Lago Sul – Brasília

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania