Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Junho > Aliança por Brumadinho vai recuperar autoestima e economia do município

Notícias

Aliança por Brumadinho vai recuperar autoestima e economia do município

RECONSTRUÇÃO

Durante inauguração da Estação Cidadania no município, o ministro Osmar Terra assinou termo que oficializa grupo de cooperação
publicado  em 14/06/2019 17h45
Foto: Mauro Vieira

Brumadinho - A ferida ainda está aberta. É possível senti-la nas ruas, nos estabelecimentos e nas casas de Brumadinho (MG). O rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em 25 de janeiro, trouxe uma realidade áspera à população. Com o objetivo de reverter o quadro, o Ministério da Cidadania lançou, nesta sexta-feira (14), a Aliança por Brumadinho. Trata-se de um pacote de medidas que visa à reconstrução do município, à recuperação da atividade econômica e ao resgate da autoestima da comunidade, com ações nas áreas de desenvolvimento social, educação, saúde, cultura, esporte, infraestrutura, meio ambiente e segurança pública.

O ministro Osmar Terra assinou o termo que oficializa o trabalho, na solenidade de inauguração da Estação Cidadania em Brumadinho. A estrutura, que oferece espaço para atividades de cultura, educação, esporte e assistência social, faz parte do conjunto de ações por Brumadinho. Terra frisou que a Aliança é uma demonstração da capacidade da sociedade brasileira de se unir para superar uma tragédia. "Em parceria com o governo de Minas Gerais e a prefeitura, queremos transformar Brumadinho em um piloto de superação, de cidade-modelo em todos os programas do governo federal. Em todas as áreas vai haver um avanço, sempre contando com a parceria da iniciativa privada. Temos um grande projeto para o futuro de Brumadinho", garantiu.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, também participou da solenidade. Ele destacou o potencial turístico da região para a recuperação da economia local. "Estaremos à disposição, como já estamos, para auxiliar o município", afirmou. Segundo o prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo Barcelos, a Aliança articulada pelo Ministério da Cidadania será fundamental para a reconstrução da cidade. "Isso é importantíssimo para nós, porque ainda estamos passando por uma fase financeira muito difícil. Com esses apoios, vamos conseguir recursos valiosos para o município", pontuou. A expectativa chega à população. Para o psicólogo Rômulo Goulart, de 62 anos, a comunidade só tem a ganhar com o trabalho em conjunto proposto por diversos segmentos. "Um trabalho em rede é bem-vindo. A gente aposta em um resultado favorável, principalmente para os menos favorecidos", avaliou, durante o evento.

Parceiros – No eixo Educação, a Aliança por Brumadinho contará com a parceria da Fundação Pitágoras, braço social da Kroton, uma das maiores organizações educacionais privadas do Brasil. A rede estadual de educação da cidade, que conta com três escolas, receberá a metodologia de gestão do grupo, com material didático e um programa especifico de competências socioemocionais para os jovens. O projeto já está em andamento e beneficia 1.303 estudantes e 171 educadores.

Representante da Aliança por Brumadinho, a presidente da Fundação Pitágoras, Helena Neiva, argumentou que os esforços pela superação dos impactos da calamidade ganham força com a Aliança. "Hoje é um marco histórico. É uma honra integrar esse grupo de parceiros e organizações referências em suas áreas de atuação, que estão propondo projetos específicos que se complementam para deixar um legado de superação em Brumadinho."

Outra grande parceira é a Cervejaria Ambev, produtora de várias marcas de bebidas. A empresa deve financiar a revitalização do teatro municipal, transformando-o em um teatro-escola para formação de jovens. O projeto da obra está em andamento pela prefeitura de Brumadinho.

O Sistema Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) também participa da parceria com a instalação das unidades móveis do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), com cursos de qualificação e capacitação profissional, que almejam a geração de emprego e renda no município. Cerca de 100 pessoas devem ser favorecidas com cursos de eletricista predial, pedreiro, costureiro, confeitaria, panificação, entre outros.

Um portfólio de cursos e programas que visam à formação de mão de obra qualificada, na perspectiva de ressignificar o município após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão, será oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de Minas Gerais. “No momento em que a economia de Brumadinho, necessariamente, assume nova direção, é importante essa formação em outras áreas, como o turismo, que entendemos ser uma vocação natural da região. O Senac, como entidade de educação profissional atuante nessa área, tem participação e colaboração efetiva nisso", esclareceu o diretor do Senac de Minas Gerais, Eládio Prado.

Governo federal lança a Estação Cidadania em Brumadinho (14/6/2019)

Agricultura – Os produtores rurais também estão incluídos no pacote de medidas. O Carrefour, uma das maiores redes varejistas do país, está atuando na compra de produtos da agricultura familiar. A primeira aquisição se deu em maio: 15 toneladas de mexerica de um produtor local foram distribuídas pela estrutura logística da rede para as lojas do Carrefour da região.

A Fazenda Alegria, localizada no estado, está capacitando cerca de 50 produtores da cidade, compartilhando ferramentas de gestão e técnicas de produção de leite e de orgânicos. O projeto, já iniciado, vai proporcionar mais escala de produção e melhoria na qualidade dos produtos, conforme detalhou o proprietário Evando Neiva. "Temos um engenheiro agrônomo que já se encontrou com os pequenos produtores agrícolas, em Brumadinho, para dar orientações técnicas de como produzir horta orgânica. É mais um passo nessa grande parceria, que é a Aliança Brumadinho."

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) também vai oferecer assistência técnica e gerencial para cerca de 790 famílias da área rural, inseridas no Cadastro Único. Estão previstas capacitações profissionais nas áreas de criação de pequenos animais, horticultura, fruticultura, apicultura, pedreiro, carpinteiro, eletricista rural, entre outros.

Pacote de medidas – O governo do Estado e a empresa Vale também fazem parte da Aliança por Brumadinho. Dentro do pacote de medidas, estão previstas obras de pavimentação e construção de pontes e viadutos para acesso a Inhotim; reativação da linha férrea para circulação de trem turístico entre Belo Horizonte e Brumadinho, em parceria com o Ministério do Turismo; implementação da cadeia produtiva da floricultura (Projeto Flores); e a nova instalação de captação de água do Rio Paraopeba em trecho não impactado pelo rompimento da barragem.

Todas as ações são fruto da articulação do ministro Osmar Terra em conjunto com os ministérios do Desenvolvimento Regional, do Turismo e da Saúde, iniciada em fevereiro, com os parceiros, governo de Minas e com o município de Brumadinho.

O Ministério da Cidadania já havia implementado, desde o início do ano, medidas para ajudar os moradores da cidade de Brumadinho. Quem  recebe o Bolsa Família, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e a Renda Mensal Vitalícia (RMV) teve acesso a um auxílio emergencial no valor de R$ 600 em abril. Ao todo, foram 1.506 beneficiários do Bolsa, 743 beneficiários do BPC, sendo 348 pessoas com deficiência e 395 idosos e 32 beneficiários da RMV. A ação foi instituída pela publicação da Medida Provisória Nº 875, de 12 de março de 2019. Em fevereiro, os beneficiários do BPC também tiveram o pagamento antecipado.

Outra medida foi a liberação imediata do saque do benefício do Bolsa Família em janeiro, sem seguir o calendário regular de pagamento. O município também teve um calendário especial de repercussões dos processos de Averiguação e Revisão Cadastral 2019 nos benefícios do programa.

Na casa de Estefânia Pereira, o trauma causado ainda a impede de ter um sono tranquilo. “Qualquer barulho que a gente escuta já pensa que é algo grave acontecendo”, explica. O complemento do Bolsa Família foi utilizado para minimizar os gastos decorrentes do acidente. “A gente estava desesperada, sem saber o que fazer. O auxílio chegou no momento em que mais precisávamos”, lembrou.

Comitiva - Participaram do lançamento da Aliança por Brumadinho o secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra; a secretária executiva da pasta, Tatiana Alvarenga; o secretário especial adjunto de Cultura do Ministério da Cidadania, José Paulo Martins; e demais autoridades.

O prefeito de Mariana (MG), Duarte Júnior, prestigiou a solenidade que oficializou a Aliança por Brumadinho. Ele buscava mais informações sobre como será desenvolvido o trabalho do grupo. "O principal objetivo aqui é que a gente possa entender o sistema que é implementado. O que nós precisamos é de ações concretas. Não suportamos mais fazer reuniões e não ter nada de concreto em favor dos nossos municípios", relatou. O desabamento da barragem de Mariana completará quatro anos em 25 de novembro. O desastre matou 19 pessoas.

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121 

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa