Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Junho > ACNUR elogia trabalho do governo brasileiro no acolhimento de refugiados venezuelanos

Notícias

ACNUR elogia trabalho do governo brasileiro no acolhimento de refugiados venezuelanos

RECONHECIMENTO

Trabalho de interiorização no Brasil é referência de boas práticas para outros países
publicado  em 11/06/2019 17h31

Brasília – O secretário especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra, recebeu a diretora do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) para as Américas, Isabel Márquez, em reunião sobre a situação dos refugiados venezuelanos que chegam ao Brasil. No encontro, nesta terça-feira (11), Isabel elogiou a atitude do governo brasileiro diante da crise na Venezuela.

Segundo ela, a experiência brasileira de interiorização é referência de boas práticas para outros países. “Toda a recepção que o Brasil está oferecendo aos refugiados é um exemplo não somente para a região, mas para o mundo”, declarou. O encontro foi importante para debater os desdobramentos da Operação Acolhida, ressaltou a diretora. “Vimos quais são os desafios, as soluções e como podemos não somente continuar nossa parceria, mas, sobretudo, reforçá-la para que tenhamos uma resposta mais abrangente, sempre junto ao Ministério da Cidadania.”

O secretário Lelo Coimbra destacou o esforço da pasta em envolver e preparar os governos estaduais e municipais na missão de acolher refugiados estrangeiros. Ele agradeceu o ACNUR pelo reconhecimento dos esforços do governo brasileiro na Operação Acolhida. “É muito gratificante e nos estimulará, cada vez mais, a fazermos melhor esse apoio humanitário”, reiterou.

A assessora especial para Assuntos de Imigração da Secretaria Nacional de Assistência Social, Niusarete Lima, atentou que a experiência de acolhimento aos refugiados está contribuindo para a qualificação dos serviços prestados pelo Ministério da Cidadania. “O grande fluxo de pessoas entrando no Brasil foi uma situação desconhecida para nós, pois não tínhamos essa expertise. Estamos aprendendo muito com eles. Essa articulação tem se mostrado importante se trabalharmos juntos e conseguirmos avançar e dar mais qualidade aos nossos serviços, oferecendo ao cidadão brasileiro condições mais dignas e humanizadas”, pontuou.

Operação Acolhida:
- 13 abrigos distribuídos entre Pacaraima (RR) e Boa Vista (RR)
- 2 dos abrigos são indígenas, da etnia Warao, divididos em Pacaraima (RR) e Boa Vista (RR)
- De 6/4/18, quando iniciou a Operação Acolhida, até aqui o Brasil interiorizou 8 mil venezuelanos

ACNUR elogia trabalho do governo brasileiro no acolhimento de refugiados venezuelanos

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa