Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Julho > Vínculos familiares são fortalecidos em mil dias de Criança Feliz

Notícias

Vínculos familiares são fortalecidos em mil dias de Criança Feliz

PRIMEIRA INFÂNCIA

Mãe em Porto Belo (SC) conta como o programa federal tem mudado sua relação com os filhos
publicado  em 03/07/2019 19h30
Foto: Caio Passos

Brasília – Separar um tempo para brincar com os filhos, dar mais atenção, conversar com a criança desde a gestação são algumas das orientações que a dona de casa Adriana Moreira de Almeida, moradora de Porto Belo (SC), aprendeu depois que começou a participar do Programa Criança Feliz, coordenado pelo Ministério da Cidadania. O programa está completando mil dias nesta terça-feira (2) e já atendeu mais de 678 mil gestantes e crianças em todo o país.

Mãe de quatro filhos, Adriana não era acostumada a dar carinho para os filhos por conta da rotina do dia a dia. No entanto, agora, após Vera Lúcia nascer e receber a visita domiciliar todas as semanas do programa, ela passou a ter consciência de que o desenvolvimento da pequena está em primeiro lugar.

“Na verdade, é mais atenção. Quando a gente tira um momento, aquele momento deve ser só para ela. Para os outros, não dei tanta atenção. Só queria saber de limpar casa. Tudo passa. Não custa a gente deixar a louça de lado e dar uma atenção para eles, perguntar o que eles querem, se eles estão com dor, se querem comer alguma coisa”, ressalta a mãe.

Adriana Moreira também conta quais os frutos que já começou a colher após as visitas domiciliares e a mudança de conduta em relação à filha caçula. “A minha pequena era um pouco fechada. Depois que eu comecei o programa, ela se dá mais com as pessoas, até com os irmãos. Desde que nasceu, converso bastante com ela, que tem dois anos, mas fala tudo e andou com 10 meses. Os meus outros todos andaram quando tinham mais de um ano”, explica a dona de casa.

A visitadora do Criança Feliz Solange Schreiber já é considerada por Adriana parte da família. Toda semana é uma brincadeira, um estímulo diferente para apoiar a criança no aprendizado, que vai refletir na vida adulta da pequena Vera Lúcia. “Oriento em relação às cores, à parte motora, de cognição. Trabalho esse vínculo familiar, que em muitos caso hoje está perdido. A família é a base de tudo, é o que nos liga à sociedade”, relatou.

Solange diz que também aprende a cada dia com as famílias que visita. “Vejo a realidade das famílias e sempre tento auxiliar. No caso da Verinha, já na terceira visita ela se soltou e brincou. É muito gratificante. Sendo uma criança mais desinibida, ela terá um potencial muito maior no futuro”, disse a visitadora.

Balanço
Já aderiram ao Programa Criança Feliz 2.623 municípios. Mais de 16,8 milhões de visitadas domiciliares foram realizadas e mais de 678 mil crianças e gestantes atendidas. O programa integra as áreas da Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça, Cultura e Direitos Humanos.

*Por André Luiz Gomes e Diego Queijo

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa