Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Julho > Secretário se reúne com governo do Amazonas para discutir atendimentos das comunidades terapêuticas

Notícias

Secretário se reúne com governo do Amazonas para discutir atendimentos das comunidades terapêuticas

Saúde

Quirino Cordeiro participou do encontro com o governador, deputados estaduais e com representantes do município de Manaus
publicado  em 08/07/2019 18h03
Foto: Divulgação

Brasília - Para alinhar o tratamento, a reinserção social e aumentar o número de atendimentos a dependentes químicos em comunidades terapêuticas no Amazonas, o secretário Nacional de Cuidados e Prevenção ao Uso de Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro, se reuniu na última quinta (5) e sexta-feira (6) com o governador Wilson Miranda Lima e com deputados estaduais.

Entre os assuntos discutidos, o governo local solicitou apoio no financiamento de mais vagas para o tratamento aos usuários de drogas. Atualmente, o Ministério da Cidadania repassa valores para o atendimento em três comunidades terapêuticas – todas em Manaus. “Há a necessidade de expansão no número de serviços e no número de vagas ofertadas para a população. A partir desta visita, solicitamos o apoio da Frente Parlamentar de Políticas Sobre Drogas na capacitação e estruturação de outras entidades para que possam estar adequadas para receber financiamento público federal”, afirmou o secretário.

Durante os encontros também foram debatidas ações de prevenção ao uso de drogas. O secretário Quirino Cordeiro apresentou a nova campanha publicitária elaborada pelo Ministério da Cidadania e reforçou a necessidade de trabalhar cada vez mais o assunto, inclusive nas escolas. “Amazonas é um estado que possui muitas demandas, tanto para prevenção como para o tratamento, e o poder público se colocou à inteira disposição para construirmos ações conjuntas”, contou Cordeiro. Além disso, Cordeiro vistoriou o atendimento realizado nas comunidades terapêuticas da cidade.

Saiba Mais
O Ministério da Cidadania ampliou neste ano a quantidade de vagas financiadas pelo governo federal para tratar dependentes químicos em todo o País. Em março, 216 novos contratos com comunidades terapêuticas foram assinados, possibilitando o atendimento a 10,8 mil pessoas.
Em abril, o presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou o decreto que institui a nova Política Nacional sobre Drogas, que passou a ser desenvolvida em conjunto pelos ministérios da Cidadania; da Saúde; da Justiça e Segurança Pública, e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O Ministério da Cidadania ficou responsável pelo tratamento de dependentes químicos – focado na estratégia da abstinência dos usuários.
Já em junho, foram sancionadas alterações no Sistema Nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas (Sisnad). Entre as principais modificações, a lei prevê a internação involuntária de usuários de droga, reforça o trabalho executado pelas Comunidades Terapêuticas e amplia a pena imposta a traficantes.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa