Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Julho > Osmar Terra acompanha abertura do Pan e fase final do tour da tocha em Lima

Notícias

Osmar Terra acompanha abertura do Pan e fase final do tour da tocha em Lima

Jogos Pan-Americanos

O ministro da Cidadania e o secretário nacional de Alto Rendimento, Emanuel Rego, representam o governo brasileiro na capital peruana.
publicado  em 27/07/2019 14h00
Foto: Mauro Vieira

Lima (Peru) - Conversa com atletas da delegação brasileira em Lima, interação com dirigentes nacionais, visita à estrutura de transmissão dos Jogos, participação na reta final do tour da tocha e acompanhamento da Cerimônia de Abertura. A agenda da comitiva federal nos Jogos Pan-Americanos de Lima foi intensa nesta sexta-feira, 26.07, data que marcou o início oficial do megavento continental. O ministro da Cidadania, Osmar Terra, e o secretário nacional de Alto Rendimento, Emanuel Rego, representam o governo brasileiro na capital peruana.

Os Jogos Pan-Americanos reúnem quase sete mil atletas, de 41 países, em uma disputa de 39 esportes até o dia 11 de agosto. O Brasil conta com uma delegação de 485 atletas, com 249 homens e 236 mulheres, e disputa 49 das 61 modalidades do evento.

No início da tarde, Osmar Terra e Emanuel, ao lado do embaixador do Brasil no Peru, Rodrigo Soares, participaram da fase final do revezamento da tocha, na região de Miraflores. O ministro chegou a conduzir a tocha e parabenizou 13 voluntários brasileiros. Pela experiência que adquiriram aos atuar nos Jogos Rio 2016, eles auxiliam agora a organização do Pan de Lima.

A comitiva passou, também, pelos estúdios da emissora responsável pela transmissão dos Jogos para a televisão aberta no Brasil e esteve com atletas e dirigentes do Comitê Olímpico do Brasil (COB). Entre os esportistas, conversa com a medalhista de bronze no pentatlo moderno nos Jogos de Londres, 2012, Yane Marques (hoje comentarista), e com Duda Amorim, integrante da equipe campeã mundial de handebol em 2013 e protagonista do ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015.

“Estamos muito confiantes em conquistar o primeiro lugar aqui em Lima também, o que nos garantiria a vaga olímpica para Tóquio”, afirmou Duda. Para ela, o Bolsa Atleta, do governo federal, é um dos fatores essenciais para atingir resultados positivos para o Brasil.

O ministro Osmar Terra salientou que o programa, considerado a maior iniciativa governamental de patrocínio individual do mundo, é uma das prioridades federais. Ele lembrou que nos primeiros 100 dias o ministério ampliou o orçamento do Bolsa Atleta em R$ 70 milhões, o que proporcionou um aumento de mais três mil beneficiários. No Pan, 333 atletas da delegação nacional são contemplados pela Bolsa Atleta. Em dez modalidades, 100% dos atletas são bolsistas.

Leia também:
Triatlo feminino traz o primeiro ouro brasileiro em dobradinha no pódio

Abertura Oficial
A cerimônia de abertura contou com mais de 50 mil pessoas no Estádio Nacional. O evento proporcionou uma amostra do país que os peruanos pretendem mostrar ao continente, numa mistura de cultura, natureza, diversidade e modernidade. O ministro Osmar Terra representou o governo federal e esteve com o presidente do Peru, Martín Vizcarraz. Na sequência, acompanhou as apresentações com o secretário Emanuel Rego. “Os nossos atletas estão preparados e isso é um orgulho. Queremos aumentar o número de medalhas no Pan e também no ano que vem, nas Olimpíadas de Tóquio. Estou otimista de que isso vai acontecer”, ressaltou Terra. Para o secretário, ex-atleta e campeão olímpico do vôlei de praia Emanuel Rego, “o Brasil sempre teve um bom desempenho no Pan e neste ano não vai ser diferente”.

Combate às drogas
O ministro ressaltou ainda que o esporte é um dos principais aliados no combate às drogas e destacou programas realizados por meio da Secretaria Especial do Esporte que envolvem crianças e jovens no contraturno escolar, como o Seleções do Futuro e o Brincando com o Esporte. “Vamos atuar intensamente nesses programas, porque sabemos que o esporte é uma das melhores ferramentas para a prevenção ao uso de drogas. Não queremos nenhuma criança sem atividade esportiva ou artística no contraturno escolar”, afirmou. Além disso, Terra destacou que está em curso um plano de parceria com a Associação Nacional das Universidades Privadas (ANUP) para que atletas tenham acesso ao ensino universitário com bolsas integrais.

Para o secretário nacional de esportes de alto rendimento, Emanuel Rego, estar pela primeira vez em uma competição de porte continental como gestor é desafiador. “A nossa missão aqui é apoiar os atletas e é uma satisfação, fora das quadras, poder ajudá-los e promover iniciativas de fomento ao esporte”.

Jéssica Barz

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa