Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Julho > Ministro da Cidadania debate política sobre drogas no RS

Notícias

Ministro da Cidadania debate política sobre drogas no RS

POLÍTICAS PÚBLICAS

Em Gravataí, Osmar Terra falou sobre danos que o uso de entorpecentes causa à vida
publicado  em 13/07/2019 21h43
Foto: Clara Angeleas

Gravataí (RS) - O ministro da Cidadania, Osmar Terra, participou de evento promovido pela prefeitura de Gravataí (RS) em parceria com a Federação de Comunidades Terapêuticas do Estado. Na ocasião, neste sábado (13), Terra falou da Política Nacional Sobre Drogas e reforçou a importância do papel das comunidades terapêuticas.

Em palestra, o ministro apresentou dados científicos que apontam os danos que as drogas causam ao cérebro do usuário, principalmente aos jovens. “Estamos, no Ministério da Cidadania, com uma campanha forte mostrando o dano e o perigo da droga de tirar a liberdade dos nossos jovens. Estamos juntos com a sociedade e com a família brasileira para proteger os seus filhos e proteger os brasileiros das drogas”, ressaltou.

Osmar Terra também participou de debate, no qual falou sobre a política contra drogas, promovida pelo governo federal. A política é desenvolvida em conjunto pelos ministérios da Cidadania, da Saúde, da Justiça e Segurança Pública, dos Direitos Humanos, da Família e Mulher. O Ministério da Cidadania é responsável pelo tratamento de dependentes químicos – focado na estratégia da abstinência dos usuários.

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, elogiou o trabalho do governo federal no combate ao uso de drogas. Segundo ele, fortalece o trabalho de enfrentamento à epidemia de drogas, crescente no município. “Com a política que está sendo implantada pelo governo atual, eu tenho certeza que a gente pode fortalecer e muito as políticas públicas contra drogas. Para nós, é uma luz de esperança”, declarou.

O investimento do governo federal na ampliação de vagas e na capacitação do trabalho em comunidades terapêuticas é motivo de comemoração, conforme pontuou o presidente da Federação das Comunidades Terapêuticas do RS, Roque Serpa. “São pautas muito relevantes para nosso Estado. As políticas construídas pelo ministro têm sido contemplativas para esse segmento, que há muito esteve esquecido pelo poder público. Elas são muito importantes para a transformação social”, afirmou.

Saiba Mais
O Ministério da Cidadania ampliou neste ano a quantidade de vagas financiadas pelo governo federal para tratar dependentes químicos em todo o País. Em março, 216 novos contratos com comunidades terapêuticas foram assinados, possibilitando o atendimento a cerca de 10,8 mil pessoas.

Já em junho, foram sancionadas alterações no Sistema Nacional de Políticas Públicas Sobre Drogas (Sisnad). Entre as principais modificações, a lei prevê a internação involuntária de usuários de droga, reforça o trabalho executado pelas Comunidades Terapêuticas e amplia a pena imposta a traficantes.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa