Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Janeiro > Bolsa Família: primeiro pagamento do ano começa nesta sexta-feira, 18

Notícias

Bolsa Família: primeiro pagamento do ano começa nesta sexta-feira, 18

TRANSFERÊNCIA DE RENDA

Mais de 13 milhões de famílias receberão o benefício em janeiro, totalizando mais R$ 2,5 bilhões disponibilizados pelo Ministério da Cidadania
publicado  em 18/01/2019 09h55
Foto: Ubirajara Machado

Brasília – Mais de 13,7 milhões de famílias começam a receber nesta sexta-feira (18) o primeiro pagamento do ano do Bolsa Família - totalizando repasse de mais de R$ 2,5 bilhões por parte do Ministério da Cidadania. Em janeiro, 223 mil novas famílias foram incluídas no programa e o valor do benefício médio ficou em R$ 187,91.

Segundo o ministro da Cidadania, Osmar Terra, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Bolsa Família será fortalecido em seu governo. A estratégia é ampliar as oportunidades de emprego e renda para os beneficiários. “Vamos casar o Bolsa Família com o Progredir para oferecer aos jovens e chefes de família acesso ao microcrédito. A ideia é que as pessoas tenham oportunidade de desenvolver projetos que lhe deem renda”, explicou Terra.

O ministro também destacou que a pasta negocia com as instituições do Sistema S e com o Ministério da Educação a ampliação e adequação de cursos profissionalizantes - de acordo com as demandas de cada munícipio. “É um pacote que estamos montando para que o Bolsa Família atenda as pessoas na hora da necessidade, mas que também proporcione uma melhoria da qualidade de vida e da renda dessas pessoas”.

Confira aqui os dados por município

REGIÃO UF  Pagamento - Janeiro
 Famílias   Totais
(R$) 
 Benefício médio 
DF             68.892            12.013.474,00         174,38
GO           295.703            46.587.782,00         157,55
MS           124.175            22.151.085,00         178,39
MT           154.967            25.909.348,00         167,19
CENTRO OESTE           643.737          106.661.689,00         165,69
AL           402.968            78.066.841,00         193,73
BA        1.807.409          338.579.562,00         187,33
CE        1.046.504          196.867.247,00         188,12
MA           963.939          207.647.756,00         215,42
PB           513.386          103.714.510,00         202,02
PE        1.153.891          211.486.438,00         183,28
PI           446.302            93.796.821,00         210,16
RN           351.055            65.341.029,00         186,13
SE           286.817            48.884.806,00         170,44
NORDESTE         6.972.271       1.344.385.010,00         192,82
AC             88.573            23.694.601,00         267,51
AM           400.515            92.300.219,00         230,45
AP             75.804            16.851.337,00         222,30
PA           954.372          192.441.296,00         201,64
RO             79.114            12.118.141,00         153,17
RR             46.893              9.834.124,00         209,71
TO           117.872            22.226.905,00         188,57
NORTE         1.763.143          369.466.623,00         209,55
ES           175.128            30.538.232,00         174,38
MG        1.019.519          183.706.287,00         180,19
RJ           844.155          154.621.541,00         183,17
SP        1.510.626          256.748.069,00         169,96
SUDESTE        3.549.428          625.614.129,00         176,26
PR           363.345            58.999.954,00         162,38
RS           352.292            60.279.755,00         171,11
SC           116.670            20.459.175,00         175,36
SUL            832.307          139.738.884,00         167,89
Total Geral      13.760.886       2.585.866.335,00         187,91

Fila zerada - Desde agosto de 2017, o Bolsa Família está com a fila de espera zerada. Isso significa que todos os inscritos no Cadastro Único que se enquadram no perfil para receber o benefício estão entrando automaticamente no programa. A fila zerada é resultado de um processo de aperfeiçoamento gerencial e tem o objetivo de destinar os recursos para quem realmente precisa.

Como sacar o benefício - Como em todos os meses, o saque é realizado de acordo com o Número de Inscrição Social (NIS), impresso no cartão. Aqueles que terminam com final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Os NIS com final 2 no segundo dia, e assim por diante. Os recursos podem ser retirados por um período de três meses.

Condicionalidades – Matricular e manter os filhos na escola é um dos compromissos que os beneficiários assumem para fazer parte do Bolsa Família. A frequência escolar deve ser de 85% para crianças e adolescentes até os 15 anos de idade e de 75% para os jovens de 16 e 17 anos.

Outro requisito importante é levar as crianças menores de 7 anos para tomar as vacinas, pesar, medir e avaliar o crescimento e o desenvolvimento. As gestantes devem fazer o pré-natal e ir às consultas na unidade de saúde. As condicionalidades podem ser conferidas clicando aqui

Saiba Mais:
O Bolsa Família é voltado para as famílias inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e que têm renda mensal por pessoa de até R$ 89, além daquelas com renda familiar mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham integrantes gestantes, crianças ou adolescentes. O valor do benefício varia de acordo com a composição e renda da família.

*Por Pamela Santos

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa