Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Fevereiro > Pesquisa avalia situação dos Bancos de Alimentos no país

Notícias

Pesquisa avalia situação dos Bancos de Alimentos no país

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

No total, 239 unidades são responsáveis por combater o desperdício e promover uma alimentação de qualidade para as famílias de baixa renda
publicado  em 19/02/2019 18h25
Foto: Ubirajara Machado

Brasília – O Ministério da Cidadania, em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc) e com o Fundo Mundial para a Natureza no Brasil (WWF Brasil), está realizando uma pesquisa nacional de Banco de Alimentos para avaliar as condições, necessidades e experiências bem-sucedidas no combate ao desperdício e na garantia de alimentos mais saudáveis para entidades e famílias em situação de insegurança alimentar. O questionário deve ser preenchido pelos gestores até 1º de março.

Os dados serão reunidos pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e pelo Instituto René Rachou da Fiocruz Minas. O objetivo da pesquisa é fortalecer a Rede Brasileira de Bancos de Alimentos – que hoje é composta por 239 unidades em todo o país, das quais 107 são coordenadas por governos estaduais e municipais.

Segundo a analista da Coordenação-Geral de Equipamentos Públicos da Secretaria Especial de Desenvolvimento Social, Érica Andrade, o Ministério da Cidadania já acompanha os bancos de alimentos e suas atividades.  No entanto, o objetivo é observar toda a rede. “Esperamos ter uma análise da perspectiva da atuação em rede e não somente a atuação isolada de um equipamento, mas de como eles conseguem se articular com as demais políticas públicas. Assim, podemos aprimorar nossa política de apoio aos Bancos de Alimentos na recuperação de alimentos sem valor comercial”, aponta.

Além disso, o questionário servirá de subsídio para promover a troca de conhecimento e experiências na gestão dos bancos de alimentos – especialmente sobre a relação com os doadores, com as instituições da rede de Assistência Social beneficiadas e com as pessoas que recebem os alimentos. “Não queremos olhar somente o funcionamento, mas também a relação deles com os parceiros doadores e com as instituições beneficiárias. Com isso, esperamos ter uma análise sobre a realidade dos bancos de alimentos e o seu campo de atuação”, explica Érica Andrade.

Em caso de dúvidas, os gestores devem enviar um e-mail para pesquisabancodealimentos@gmail.com.

Saiba Mais

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçados em todo o mundo. Os Bancos de Alimentos atuam no recebimento de doações de produtos considerados fora dos padrões para a comercialização, mas adequados para o consumo. Os alimentos são repassados a instituições como creches, escolas, asilos e hospitais.

*Por André Luiz Gomes

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa