Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Fevereiro > Cidadania e Unesco expandem acordo de cooperação internacional

Notícias

Cidadania e Unesco expandem acordo de cooperação internacional

PARCERIA

Iniciativa passa a contemplar projetos das áreas do desenvolvimento social, da cultura e do esporte
publicado  em 27/02/2019 15h28
Foto: Mauro Vieira

Brasília – O Ministério da Cidadania e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) ampliaram acordo de cooperação internacional. O ministro Osmar Terra frisou a redução da pobreza e das desigualdades sociais como principal objetivo, com projetos de reinserção social que valorizem a educação e incentivem a capacitação profissional. “Vamos dar autonomia aos municípios para a elaboração de projetos que levem esporte, cultura e desenvolvimento à população”, ressaltou, em audiência nessa terça-feira (26).

A parceria contempla projetos que envolvam as secretarias do desenvolvimento social, da cultura e do esporte, conforme prioridades elencadas pelo ministério e com metas específicas para cada área. Segundo a diretora e representante no Brasil da Unesco, Marlova Noleto, a parceria vai permitir alavancar a inclusão social, o combate à pobreza e o desenvolvimento social inclusivo e sustentável. “A Unesco sai bastante satisfeita com os rumos que a nossa cooperação ganha a partir de agora, confirmando uma tradição de trabalho conjunto com o Ministério da Cidadania. Essa cooperação passa só não a ser renovada como ampliada”, pontuou.

Marlova afirmou que o Ministério da Cidadania engloba três áreas de extrema importância e  com as quais a Unesco já mantém cooperação, como em projetos conjuntos com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e de fortalecimento ao controle de dopagem no esporte.

Criança Feliz – O acordo de cooperação entre as duas instituições também contribuiu para a execução do Programa Criança Feliz, para o qual a Unesco elaborou um estudo analítico e de diagnóstico sobre as primeiras etapas de implementação da iniciativa, identificando possibilidades de aperfeiçoamento do programa de desenvolvimento da primeira infância.

Atualmente, meio milhão de pessoas são atendidas pelo Criança Feliz, entre gestantes e crianças. Com visitas semanais a famílias brasileiras que recebem o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o programa assegura o desenvolvimento pleno das crianças, desde o útero. A expectativa é que, em breve, esse atendimento seja ampliado a todas as crianças de até três anos que estão no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

*Por Renata Garcia

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa