Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Fevereiro > Ações ligadas ao Ministério da Cidadania incentivam nas crianças o gosto pela leitura

Notícias

Ações ligadas ao Ministério da Cidadania incentivam nas crianças o gosto pela leitura

DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Criança Feliz e Museu Casa de Rui Barbosa levam conhecimento e apresentam a literatura ao público infantil
publicado  em 14/02/2019 19h29
Foto: Rafael Zart

Brasília – Contar histórias e deixar que uma criança tenha contato com livros permite a ela conquistar um melhor desenvolvimento cognitivo, emocional e social. Estimular nos pequenos o gosto pela leitura é um dos objetivos do Programa Criança Feliz, do Ministério da Cidadania, além de outras ações que a pasta promove em parceria com entidades.  

O trabalho desenvolvido há quatro décadas pela Fundação Casa de Rui Barbosa, no Rio de Janeiro, é um exemplo disso. Situado na casa onde residiu Rui Barbosa de 1895 a 1923, o hoje museu conta com três bibliotecas, sendo a de nome Maria Mazetti dedicada especificamente ao público infantil. Desde a fundação, em 1979, promove leituras mediadas, contação de histórias e oficinas, além de oferecer um espaço dedicado aos pequenos leitores.

A jornalista Karen Terahata, de 43 anos, frequentou a biblioteca e os jardins do museu durante toda a infância. Foi lá que teve o primeiro contato com livros fora de casa, em um ambiente que considerava uma extensão do seu lar. “Até os meus 20 anos, morei na Rua Assunção, que fica atrás da Casa de Rui Barbosa. Então, era o quintal da minha casa. Eu ia praticamente todo dia para lá. Por volta de uns quatro anos, comecei a frequentar a biblioteca”, relembra. A relação próxima com os livros, inclusive, teve influência na escolha da sua profissão, conta Karen. “Sempre gostei muito de ler. Tinha as mesinhas pequenininhas, cadeirinhas, as estantes menores. Tenho uma relação de amor e carinho pela leitura.”

A biblioteca do Museu Casa de Rui Barbosa permite, durante a semana, a visita de crianças acompanhadas dos pais no contraturno das aulas ou em excursões escolares. Em 2018, metade do público que visitou o espaço era de crianças. “Temos um trabalho muito primoroso no atendimento na área de educação. A biblioteca infantil Maria Mazzetti é um primor, uma joia. Uma criança que convive na biblioteca infantil vai ter uma educação de qualidade e isso vai transformar a vida dela”, avalia a chefe do Museu Casa de Rui Barbosa, Jurema Seckler.

Carinho e estímulo – Assim como a leitura foi fundamental para o desenvolvimento da Karen Terahata, os livros já exercem um poder de encantamento sobre o pequeno Kevin Silva, de 1 ano e 8 meses. Somente depois que começou a participar do Programa Criança Feliz, em Morrinhos (GO), a mãe do garoto e beneficiária do Bolsa Família, Karen Caroline Silva, 21 anos, passou a ler para o filho.

Na hora da leitura, o tom de voz da mãe muda, a criança acompanha, participa, ajuda a contar a história e o carinho se espalha pela pequena sala de casa. “Não entendíamos muito bem a necessidade de uma ação como essa. Vai ser bom para ele, porque quando for para a escola já vai conhecer as palavras, os números. Ele não vai ter muita dificuldade com isso. Hoje, Kevin até já se interessa pelo material de escola do irmão, de seis anos”, descreve Karen.

O incentivo para separar um tempo para ler histórias veio depois que chegaram as primeiras obras doadas por meio de parceria do Ministério da Cidadania com a Fundação Itaú Social. As famílias que fazem parte do Criança Feliz e mais de 4 mil Centros de Referência de Assistência Social (Cras) receberam 1,2 milhão de livros.

Fundamental – De acordo com a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, Ely Harasawa, a leitura é fundamental para o desenvolvimento de qualquer ser humano, especialmente na primeira infância. “É um momento muito privilegiado, de aconchego. É quando se cria um vínculo e se estreita laços. Quando os pais leem para as crianças pequenas, a diferença do desenvolvimento da linguagem e da capacidade de comunicação é muito grande em comparação àquelas que não tiveram essa oportunidade nos primeiros anos de vida”, explica.  

Angela Dannemann, superintendente da Fundação Itaú Social, relata que ação em conjunto com o governo federal atende ao real objetivo da instituição. “O ministério trata das famílias de baixa renda e de maior vulnerabilidade no país. Trabalhando juntos, fazemos um círculo virtuoso para promover o desenvolvimento e corrigir a desigualdade no país.”

Saiba Mais

Criança Feliz
O Ministério da Cidadania coordena as ações do Criança Feliz por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. O programa integra as áreas da Saúde, Assistência Social, Educação, Justiça, Cultura e Direitos Humanos e atende cerca de 500 mil crianças em todo o país todas as semanas. Nas visitas, técnicos capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o BPC. As gestantes também recebem atendimento.

Museu Casa de Rui Barbosa
Atualmente, o acervo é composto de 9.454 títulos. É aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Além disso, todo primeiro domingo do mês, realiza-se o Domingo na Casa de Rui, atividade coordenada pelo Museu.
Endereço: R. São Clemente, 134 - Botafogo, Rio de Janeiro (RJ)

Maria Mazzetti
A Casa de Rui colocou o nome da educadora infantil Maria Mazzetti em uma das suas bibliotecas. É uma homenagem ao trabalho que ela desenvolveu ao longo da vida, unindo teatro, música e poesia na relação das crianças com os livros e a literatura. Maria Mazzetti (1926-1974) foi professora primária, técnica em educação e escritora. Participou da Rádio-Escola (Rádio Roquette-Pinto). Chefiou o setor de teatro infantil, da Seção de Bibliotecas e Auditórios — Divisão de Educação Primária Fundamental da Secretaria de Educação e Cultura do Estado da Guanabara e dirigiu o Teatro Gibi (teatro de bonecos).

*Por Camila Campanerut e André Luiz Gomes

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa